InícioAraripina em FocoUM JOGO PARA ENGANAR O POVO? OU UMA DISPUTA PARA VER QUEM...

UM JOGO PARA ENGANAR O POVO? OU UMA DISPUTA PARA VER QUEM É O FAVORITO DO PALÁCIO?

No encontro que aconteceu
na capital, especificamente no Palácio do Campo das Princesas, parece que
acirrou os ânimos dos pré-candidatos convidados a participar da reunião
ordenada pelo governador.
O tiro que apertou o botão
do cronômetro para a corrida municipal dada pelo juiz, digo, secretário e
mentor intelectual do governo,  Antonio
Figueira (Secretário Estadual da Casa Civil) sem estampido, mas disparando um
sensor de contagem acionada para uma disputa á prefeitura de Araripina, parece
que criou uma competição de enfrentamento que aflorou ás rusgas entre dois
pré-candidatos.

Aluízio Coelho do PP,
disse que “não abre nem pro trem”, Tião do Gesso (SD), usou as redes sociais
para rebater declarações e “boatos infundados” que são lançados por alguns
concorrentes, desleais, nas palavras dele, que não é mais pré-candidato.
Segundo informações que
obtivemos, o vereador Francisco Edvaldo (PROS), se desentendeu com um
pré-candidato a vereador do PMDB, em dos lugares onde as pessoas de diversas
correntes políticas sentam para debater política partidária (entre outros
assuntos), mais conhecido como SENADINHO. O pré-candidato, segundo o próprio
vereador Edvaldo, o insultou afirmando que o prefeito não tinha pré-candidato e
nem candidato para disputar as eleições deste ano.
Nessa sexta-feira (03), a
Família Lage, declarou em uma emissora de rádio apoio ao pré-candidato do PMDB
– Valmir Filho, e o médico Alexandre Lage, em sua fala, avisou que não foi
ouvido e nem consultado nas últimas opções políticas do prefeito, e para ele,
se não ouve um compromisso político em ouvir a família, eles então optaram por
decidir apoiar Filho.
– Estamos nos juntando aos
bons, não vamos fazer política olhando para o retrovisor, disse o médico.
– Temam, porque nós viemos
pra vencer. Nós temos uma tradição de ganhar eleição. Talvez seja faro, ou
intuição, ou mesmo sentimento do povo, reforçou Alexandre Lage.
É nesse clima não sei se
posso dizer: beligerante político (no sentindo de disputa), que podemos
concluir que se Valmir Filho tem Lula Sampaio de um lado, e Tião do Gesso, tem
Boba Sampaio lhe apoiando, Camila (filha de Lula) sendo pré-candidata a
vereadora no Grupo de Filho, e Elis (Esposa de Boba) no grupo de Tião, é de se
imaginar que o povo, A população Araripinense, não vai passar de troféu nas
mãos desses senhores para ser exposto como vitória pessoal.
Quem ganhar, para eles,
está tudo em casa. Foi assim!
Enquanto isso, nas redes
sociais, os militantes começam a direcionar os seus comentários de forma a
atingir os principais adversários do trio. Nos bastidores, cada um garante que
as pesquisas, as oitivas, que nunca são divulgadas, que o seu pré-candidato
está na frente e possivelmente será o escolhido do palácio.
Os marqueteiros, àqueles
que literalmente são as próprias bolas de cristais, além da profecia acima
descrita pelos agora aliados, que Filho, será o nome indicado pelo governador e
terá todas as honras do Palácio para enfrentar o candidato da Oposição –
Raimundo Pimentel (PSL).
Existe ainda nesse
percurso que será amargamente cumprido, uma pedra no caminho chamado Alexandre
Arraes, PSB, que tem demonstrado claramente que apoiará Tião do Gesso (SD), e
que deve usar a máquina pública para beneficiá-lo.
E será se Aluízio Coelho
(PP), faria um acordo com Tião?
Ele mesmo garantiu que não
fará qualquer tipo de coalizão sórdida, e que vai homologar sua candidatura em
agosto.
Enquanto isso a população,
ou alguns que tem mais discernimento, ficam na dúvida se tudo isso não passa de
um jogo sujo, malandragem ou trapaça para colocar na prefeitura, caso um deles
logre êxito nas eleições, as mesmas forças tradicionais e poderosas do nosso
Município, que muitos dizem contribuíram para o desenvolvimento desta terra.
Ela está aí. Para você se
perguntar: Desenvolvimento? Se nos falta o mais básico da saúde, o mais básico
da educação?
Com a palavra: O ELEITOR.
RELACIONADOS