Túlio pede contratação de médicos cubanos

Em meio à crise causada pela pandemia de coronavírus (Covid-19), o deputado federal Túlio Gadêlha (PDT-PE) protocolou, ontem, um requerimento pedindo que o Ministério da Saúde contrate os médicos cubanos egressos do Programa Mais Médicos e ainda residentes no Brasil. A ideia do pedetista é dar agilidade ao enfrentamento do novo vírus.

“A crise mundial causada pelo coronavírus exige diversas medidas sanitárias e econômicas. Toda a ajuda é necessária e importante para salvarmos vidas e contermos o avançado deste vírus. Não podemos deixar que visões ideológicas ou preconceitos estejam acima do bem comum que é a saúde e o bem-estar do povo brasileiro. Também não podemos perder mais tempo neste enfrentamento”, justifica.

O Ministério da Saúde anunciou que vai contratar 5.811 profissionais da área da saúde para reforçar o enfrentamento ao coronavírus, com contratos de um ano de duração.

Segundo a associação de médicos cubanos que ficaram no Brasil, a Aspromed, cerca de 2 mil profissionais permanecem no país, sem poder exercer a profissão. Alguns deles se naturalizaram brasileiros, outros receberam o direito de residência permanente e ainda tem os que estão na condição de refugiados.

Magno Martins / Imagem: Reprodução