A deputada Teresa Leitão (PT) voltou a cobrar, na Reunião Plenária desta quinta (19), a atualização do piso salarial dos professores da rede pública estadual. A pauta foi defendida pela categoria, nessa quarta (18), em um protesto em frente ao Palácio do Campo das Princesas, sede do Governo de Pernambuco. De acordo com a parlamentar, está em curso, também, uma paralisação geral de aulas presenciais e remotas.

A norma federal estabelece que o reajuste ocorra anualmente em janeiro. Porém, segundo a petista, no Estado tem sido recorrente a implantação apenas em outubro, sem que todas as carreiras tenham direito à retroatividade. Ela frisou que esta sexta (20) será o último dia do prazo para protocolização de projetos de lei na Alepe. “Espero que o Governo Estadual utilize esses dois dias que restam para mandar a proposta de reajuste do piso de maneira correta”, disse.

Teresa Leitão informou que mais de 25 mil professores ativos e aposentados aguardam a atualização no valor do vencimento. A deputada lembrou ainda que 5 mil profissionais de Pernambuco recebem, atualmente, abaixo do piso nacional de R$ 2.886,24 por 40 horas semanais. “Nada mais resta ao Governo do que cumprir a lei. E esperamos que isso seja feito”, concluiu.

Alepe / Imagem: Reprodução