Temer completa 30 dias com avaliações negativas

11/06/2016 14h20
O governo do presidente
interino Michel Temer completará 30 dias neste domingo (12). Enquanto gestões
eleitas pelo voto direto em processos democráticos normalmente são avaliadas em
seu centésimo dia, Temer poderá não chegar a esta marca. Antes disso, com
previsão para agosto, o Senado irá decidir se as acusações que levaram à
abertura do processo de impeachment da presidenta Dilma Rousseff constituem ou
não em crime de responsabilidade, o que poderá levar a presidenta eleita de
volta a suas atividades normais.
Talvez por isso, Temer tem
pressa, e rapidamente desconfigura políticas sociais em andamento, tomando
medidas que já garantem a ele um legado que, na avaliação de especialistas
ouvidos pelo Brasil de Fato, é negativo para a população mais pobre, mas também
para a classe média e o setor produtivo.

Ao mesmo tempo, a saída
para esse período será pelas mobilizações de rua e pela articulação dos
movimentos populares e todos que se opõem ao governo interino, afirmam
analistas. “Tudo que o Temer fez pode ser desfeito. As coisas não se
consolidaram. Eles sabem disso, estão preocupados. E o movimento popular deve
apostar nessa possibilidade de reverter o golpe”, afirma o cientista político
Armando Boito. Leia mais>>>

Sobre o Autor

Allyne Ribeiro