Em uma entrevista concedida na noite dessa segunda-feira (16), ao programa Roda Viva, o ex-presidente da República Michel Temer chamou de golpe o impeachment da ex-presidente Dilma Rousseff.

“Eu jamais apoiei, ou fiz empenho pelo o ‘golpe’, e aliás muito recentemente o Jornal Folha de S. Paulo detectou um telefonema que o ex-presidente Lula me deu, onde ele pleiteava e depois esteve comigo para trazer o PMDB para impedir o impedimento. E eu tentei, mas a essa altura eu confesso que a movimentação popular era tão grande, tão intensa que os partidos já estavam mais ou menos vocacionados, digamos assim, para a ideia do impedimento. O telefonema mostra que até o último momento eu não fui adepto do golpe, apenas fui assumir a presidência da República”, disse Temer.

Veja:

AF Newss/Política/Foto: Reprodução