quarta-feira, outubro 20, 2021
InícioAraripina em FocoTaxista é colocado em porta-malas e carro incendiado durante assalto no Piauí

Taxista é colocado em porta-malas e carro incendiado durante assalto no Piauí

Uma corrida de táxi quase
termina em trágedia no Piauí. Dois suspeitos, que fingiram ser clientes,
abordaram o taxista Antônio Cláudio de Sousa- natural da cidade de Barras- que
foi amarrado e colocado no porta-malas do veículo. Durante a fuga o veículo
entrou em combustão e a vítima só não foi queimada viva porque conseguiu se
desamarrar e fugir.
A vítima conta que foi
contratada por Antônio Francisco Paiva da Cruz, 19 anos, para fazer uma corrida
para Tiangua- CE, alegando ir à sua cidade natal pegar alguns documentos. Na
volta para o Piauí, subiu no táxi o comparsa identificado como Nelson Raylandre
da Cruz Cavalcante, também de 19 anos, natural de Sobral-CE.
“No meio do caminho, na
altura da comunidade Alto Alegre, em Piracuruca, eles colocaram a faca no
pescoço da vítima e disseram para ele não reagir porque só queriam o carro.
Então, o amordaçaram, amarraram aos mãos e os pés do taxista e colocaram-no
dentro do porta-malas do veículo”, acrescenta o delegado Jorge Terceiro,
responsável pela delegacia regional e o 1º DP de Piripiri.
O taxista só conseguiu se
desamarrar e pular do carro em movimento na cidade de Piripiri, na entrada da
Rampa da Bananeira, BR-222. A Polícia Civil acrescenta que a vítima relatou que
o táxi apresentava problemas mecânicos, que podem ter ocasionado o incêndio.
“Quando a vítima conseguiu
fugir o carro já estava quase parando devido a esse problema. Em seguida, o
carro incendiou, provavelmente, devido a essa falha. Porém será investigado se
o incêndio foi intencional. O crime não pode ser caracterizado como sequestro,
mas como roubo majorado, uma vez que eles mantiveram a vitima em cárcere mais
que o tempo necessário para efetivar o roubo”, explica Terceiro. Segundo a
Polícia Civil, a intenção era roubar o veículo para cometer crimes.
O delegado acrescenta que
a dupla foi presa na rodoviária de Piripiri quando tentava embarcar para outra
cidade. Um deles já prestou depoimento e o outro ainda será ouvido nesta
terça-feira (21). Os dois ficarão temporariamente na cadeia pública da cidade,
que está em condições precárias e onde já estão custodiados 10 presos.
A pena pelo crime de roubo
majorado é de até 15 anos.

Fonte: Cidade Verde
RELACIONADOS
- Advertisment -spot_img