Socorro Pimentel alerta para situação de mães de crianças com microcefalia

09/03/2016 12h44
Ao registrar a passagem do
Dia Internacional da Mulher, celebrado hoje (8), a deputada Socorro Pimentel
(PSL) dedicou seu discurso, na Assembleia Legislativa, às mães de crianças com
microcefalia. No pronunciamento, a parlamentar abordou as dificuldades enfrentadas
por essas mulheres, como o abalo psicológico e o abandono por parte dos
companheiros.
“Neste 8 de março, devemos
alertar sobre o quadro que se apresenta para as mães de crianças portadoras de
microcefalia. O Estado tem o dever de minimizar o impacto dessa situação”,
considerou. “É comum acontecerem divórcios, separações e distanciamento de pais
que não sabem lidar com a criança com essa malformação. As mães se veem
abandonadas e culpadas por um fato sobre o qual elas não têm controle nenhum, e
que foi culpa da inércia do Estado”, relatou.

A deputada destacou a
iniciativa de Conselhos Regionais de Psicologia de notificarem seus membros
para iniciarem o tratamento psicoterápico com as gestantes que tiverem a
suspeita de bebês com microcefalia. “Essas mulheres ficam angustiadas, ansiosas
e podem desenvolver algum quadro de depressão ao desconfiarem que estejam
infectadas com o vírus zika durante a gravidez”, apontou Socorro Pimentel.

Sobre o Autor

Allyne Ribeiro