Segurança pública: O ‘calo’ do Governo Paulo Câmara

Por - 19/07/2016
Na metade do seu mandato, o
governador Paulo Câmara (PSB), vem enfrentando muitas dificuldades devido à
crise econômica. Outros gestores no país também vivem situação parecida, mas
cada um tem de se virar. Não tem jeito.
E em Pernambuco, Câmara tem
um ‘calo’ que não consegue se livrar em sua primeira gestão: a segurança
pública.
Depois de já ter enfrentado
uma insatisfação da Polícia Civil neste ano, que por pouco não termina em
greve, há cinco meses, uma nova tempestade se anuncia.
O sindicato da categoria
(Sinpol) poderá decretar desta vez uma paralisação, de fato, se o estado não
investir em melhorias nos salários e condições de trabalho dos policiais.
Em Petrolina, por exemplo, o
Sinpol vai pedir a intervenção da Delegacia de Polícia no Bairro Ouro Preto,
onde os policiais são obrigados a tirar do bolso até para beber água ou manter
serviços essenciais como limpeza do local.
Durante os dois mandatos de
Eduardo Campos, o ‘Pacto Pela Vida’ minimizou – mesmo que de forma nem tão significativa
– os problemas da segurança pública no estado.

O desafio de Paulo Câmara é
tentar pelo menos manter o pouco conquistado nessa área com seu antecessor. Mas
pelo visto, está muito difícil. Para não dizer impossível.