Saída de Cardozo é sinal que o barco está afundando, afirma líder do DEM

29/02/2016 21h05
Para o líder do Democratas
na Câmara, deputado Pauderney Avelino (AM), o anúncio da saída do ministro da
Justiça, José Eduardo Cardozo, sinaliza que o governo Dilma está acabando. “O
governo caminha a passos largos para o abismo e quem pode está pulando fora do barco”,
alegou.
O ministro estaria saindo
do governo por sentir-se pressionado pelo Planalto e o PT para tentar frear as
investigações da Polícia Federal, sobretudo em relação à Operação Lava Jato,
que tem levado diversos aliados petistas para a cadeia. “Não se pode aceitar
qualquer tipo de interferência no trabalho da PF”, argumentou Pauderney.
Outro ponto observado pelo
líder da oposição é que o “velho mantra” petista de que “nunca se investigou
tanto nesse País porque o governo permite” já não vale mais. “Essa retórica
petista, além de inútil, perdeu completamente a validade agora”, apontou.

Cardozo será substituído
pelo ex-procurador-geral da Justiça da Bahia Wellington César Lima e Silva. Ele
não deixará o governo, já que assumirá a Advocacia-Geral da União. As mudanças
foram confirmadas em nota oficial divulgada pela Secretaria de Comunicação
Social da Presidência da República. Do Jamildo

Sobre o Autor

Allyne Ribeiro