InícioAraripina em FocoRepórter Secreto investiga esquema que desviou mais de R$ 200 milhões em...

Repórter Secreto investiga esquema que desviou mais de R$ 200 milhões em Prefeituras da Paraíba. QUALQUER SEMELHANÇA NÃO SERÁ MERA COINCIDÊNCIA?

Mais de 80 cidades de um
estado brasileiro estão envolvidas no caso. Esquema já desviou mais de R$ 200
milhões dos cofres públicos.

O Repórter Secreto do
Fantástico está de volta para investigar um esquema que envolve mais de 80
cidades em um estado brasileiro e que desviou mais de R$ 200 milhões dos cofres
públicos. O pulo do rato acontece na licitação de obras feitas por prefeitos e
gente ligada às prefeituras. Mas, cadê o dinheiro que tava aqui?

Fantástico mostra esquema
fraudulento em prefeituras da PB

A Paraíba mais uma vez foi
destaque negativamente em rede nacional. 
O Repórter Secreto investigou um esquema acusado de desviar mais de R$
200 milhões no Estado. Mais de 80 cidades de um estado brasileiro estão
envolvidas no caso. Esquema já desviou mais de R$ 200 milhões dos cofres
públicos. Obras superfaturadas, prédios inacabados e desvio de recursos
públicos.
O pulo do rato acontece na
licitação de obras feitas por prefeitos e gente ligada às prefeituras. Mas,
cadê o dinheiro que tava aqui?. No Estado da Paraiba são seis cidades
investigadas.  As obras inacabadas
revoltaram a população.  As denúncias
foram formuladas pelo próprio Francisco Justino em uma “delação
premiada”.
Segundo a reportagem, o
Estado da Paraíba está sendo assombrado por “Fantasmas”. O esquema
denunciado, fraudava licitações para a contrução, postos de saúde de escolas,
ginásios.  O homem indentificado como
Francisco Justino dono de duas empresas, 
teria vencido 177 licitações de prefeituras paraibanas. As licitações
teriam sido fraudadas pelos gestores. Tudo combinado com as prefeituras. A obra
teria sido superfaturada e o Justino levava a sua parte na propina.
Cidades como Monte Horebe,
Cajazeiras, Cachoeira dos índicos, Bernadino Batista, Joca Claudino,
Marizópoles, entre outras foram citadas na Reportagem do Fantastico.
O Ministério Público
Federal, a Controladoria-Geral da União (CGU), ie Pela Polícia nvestigam as
denúncias. na chamada “Operação Andaíme” Segundo o promotor da
República  Thiago Martins, o esquema é
bem maior do que se imagina. Pelo menos mais 80 cidades estão sendo
investigadas.
Obras de Escola paralisada
em Araripina – próximo do loteamento Raimundo Félix

Placa de Obra desprezada em Araripina.
Coincidência demais. Pena que falta a atuação efetiva
do MP.
Por Everaldo Paixão 

As inscrições poderão ser feitas a partir do dia 22/02, na sede da academia que está localizada no bairro Alto da Boa vista, na Rua Padre Cicero ou pelo telefone 
(87) 9 9122-9400.

RELACIONADOS