Quarteto saiu de Trindade para matar em Brejo da Madre de Deus

10/08/2015 18h45
Mais três acusados de
praticar o triplo homicídio da última quarta-feira (05) em uma estrada de terra
no Sítio Mandaçaia zona rural de Brejo da Madre de Deus (clique AQUI erelembre) acabaram presos pela Polícia Militar.
O crime chocou a região e
repercutiu em todo o estado de Pernambuco. As vítimas Antônio Fábio da Silva
Aquino, de 22 anos de idade e Cícero Everton de Figueiredo, de 20 anos,
morreram no local. Já Silvestre Stalone da Silva, de 28 anos, que sofreu um tiro
na cabeça chegou a ser socorrido, porém não resistiu aos ferimentos e faleceu
na manhã do dia seguinte no Hospital da Restauração no Recife. Clique AQUI erelembre.
Pelo menos quatro
elementos participaram diretamente das execuções e ainda sequestraram uma
mulher identificada como sendo, Maria Natália Lima Figueiredo Fernandes, que
provavelmente seria morta em outro local, mas acabou libertada depois de uma
troca de tiros dos bandidos com a PM.
Todas as vítimas moravam
na cidade de Barros no estado do Ceará e vendiam óculos e exames oftalmológicos
na Zona Rural de Brejo da Madre de Deus.
Na mesma noite do dia do
crime, a equipe do GATI conseguiu prender o primeiro acusado Paulo Roberto de
Souza Filho, de 30 anos, que buscava por informações de como sair do município.
A partir da captura do indivíduo que reside na cidade de Trindade, o Serviço de
Inteligência do 24º Batalhão da Polícia Militar, entrou em ação e em conjunto
com os policiais militares da cidade de Ouricuri-PE, conseguiram prender outros
dois elementos.
Amaurelio Peixoto
Olegário, vulgo “Amauri”, de 23 anos de idade e Jorge dos Santos, de 38 anos,
foram capturados juntamente com dois Cabos da PM que não tiveram os nomes
revelados, que segundo informações, foram ao Brejo da Madre de Deus no dia
seguinte após os assassinatos para resgatar os criminosos.
Um Sargento que participou
da ocorrência e terá o nome preservado por ser do Serviço Reservado, informou a
nossa reportagem que, um dos Cabos é sogro do Amaurilio que teria ligado
solicitando o resgate. Mesmo o Jorge tendo sido encontrado no interior do
automóvel de um dos militares, com um ferimento no braço esquerdo provocado por
um disparo de arma de fogo, os CB’s negam que tinha conhecimento sobre o crime.
Posteriormente, foi feito
o interrogatório na sede do 7º BPM, onde os Amaurilio e o Jorge confessaram o
envolvimentos no triplo homicídio.
O quarto envolvido, José
Aparecido Barbosa Carvalho, vulgo “Danilo”, proprietário do Fiat Uno de cor
vermelha, utilizado pela quadrilha no dia do crime, estava pronto para fugir em
um ônibus, mas foi convencido por telefone a se entregar.
Todos os envolvidos têm passagens
pela Polícia, inclusive um deles (Amaurilio) é considerado de alta
periculosidade, já tendo sido preso em uma operação da Polícia Civil sobre
acusação de ser matador de aluguel do Sertão Pernambucano.
Não é descartada ainda a
possibilidade de haver um mandante, porém isso ficará a cargo das investigações
por parte da Polícia Civil.
Jorge, Amaurilio, Danilo e
Paulo Roberto foram autuados na Delegacia de Santa Cruz do Capibaribe por
triplo homicídio, sequestro e cárcere privado. Todos eles foram recolhidos na
Penitenciária Juiz Plácido de Souza em Caruaru.
Ouça abaixo uma entrevista
com um sargento da polícia militar falando sobre o caso.

Fonte: Agreste Notícias

Sobre o Autor

Allyne Ribeiro