Projeto Agro Nordeste é encerrado sem ações concretas no Sertão do Araripe

O projeto AgroNordeste foi criado para desenvolver territórios prioritários no interior nordestino, pelo Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento no ano de 2019.

Araripina no Sertão do Araripe ficou determinada como o ponto de apoio para os demais municípios da região, para que os produtores rurais pudessem ter apoio técnico e cooperativo no manejo da agricultura familiar, bem como ter acesso aos incentivos e apoio na gestão financeira dos recursos para fomento da produção.

A ideia do Governo Federal foi muito boa, porém, as ações esperadas para fortalecer a mandiocultura e ovinocultura que são as principais cadeias produtivas no Araripe não chegaram de fato. Nós estamos precisando urgentemente de apoio na produção local, principalmente pela crise que se instaurou no Polo Gesseiro. Se não fortalecer a atividade produtiva de subsistência a tendência é a geração de novos pobres.

Algumas cidades de outros estados do Nordeste receberam ações, inclusive municípios de porte grande como João Pessoa. Sendo que cidades como Santa FIlomena ou Moreilândia em Pernambuco veem suas cadeias produtivas de mel e caprinos a cada dia decair. É preciso realmente olhar para o semiárido, pois essa região é rica em recursos, porém a oferta de chuvas é irregular. Se não olhar para o potencial do interior não haverá desenvolvimento humano.

Fabrício Feitosa / AF Newss /Redação / Imagem: Reprodução