O professor universitário e ativista pelos direitos urbanos Leonardo Cisneiros (PSOL) faleceu na madrugada desta segunda-feira (5), durante uma cirurgia de ponte de safena. Leonardo sofreu um infarto na última sexta-feira (2), foi internado e precisou passar pelo procedimento cirúrgico, mas não resistiu. 

Por meio de nota, o PSOL Pernambuco lamentou a notícia do falecimento de Leonardo. “É com grande pesar que a direção estadual do PSOL Pernambuco recebe a notícia do falecimento do camarada Leonardo Cisneiros, filiado ao partido e militante dos direitos urbanos. Leonardo era professor universitário, pensador e ativista da cidade. Teve grande participação no movimento Ocupe Estelita e na criação do grupo Direitos Urbanos – Recife”.

“O camarada está filiado ao PSOL desde 2015 quando participou da construção do nosso primeiro mandato parlamentar estadual. Em 2016 foi candidato a vereador do PSOL na cidade do Recife. Em 2017 foi um dos principais idealizadores do processo de reconstrução do PSOL Pernambuco. O partido perde um grande quadro político e o Recife perde um dos seus maiores lutadores. Manifestamos toda nossa consternação e profunda tristeza por essa perda irreparável. Externamos nossas considerações aos familiares, amigos e amigas. Que sigamos firmes na luta em memória da militância de Leonardo Cisneiros”, conclui a nota do partido.

Para a reportagem da Folha de Pernambuco, o vereador do Recife Ivan Moraes (PSOL) lembrou da “generosidade inabalável” do companheiro de partido e dos movimentos sociais pelo direito à cidade. Ele já havia prestado, logo cedo, homenagem ao amigo. “Léo Cisneiros era um dos caras mais inteligentes que eu conheci. Uma cabeça dura e invejável. Sabia falar de tudo. De BBB a política urbana. Da indústria do brega a orquídeas. De geopolítica internacional à velocidade do obturador. Uma perda incalculável pro mundo”, postou.

A vereadora do Recife Dani Portela (PSOL) também prestou homenagem ao colega de partido. “É com total consternação que recebi a notícia do falecimento do companheiro Léo Cisneiros na manhã de hoje. Léo lutava por uma cidade mais acessível a toda a população através dos ‘direitos urbanos’ e sua voz fará falta a todos que acreditam num Recife mais justo e igualitário”, tuitou. “A luta de Léo não será esquecida. Deixo aqui meus sentimentos à família e aos amigos próximos nesse momento. Léo Cisneiros presente, hoje e sempre”, escreveu Dani, em outra postagem.

Folha de PE