Procuradoria quer ex-prefeita Lidiane Rocha na penitenciária de Pedrinhas

Por - 01/10/2015
O Ministério Público Federal
no Maranhão requereu nesta quarta-feira, 30, que a Justiça Federal do Maranhão
reconsidere a decisão que determinou que a ex-prefeita de Bom Jardim-MA,
Lidiane Rocha (ex-PP), fosse recolhida preventivamente ao quartel do Corpo de
Bombeiros de São Luís. Se o pedido for acatado pela Justiça, Lidiane deverá ser
encaminhada para a Penitenciária Feminina, no Complexo de Pedrinhas.
A prisão de Lidiane foi
decretada no dia 20 de agosto, mas ela fugiu. Na última segunda-feira, 28, a
ex-prefeita se entregou à Polícia Federal, após 39 dias foragida.
Inicialmente, Lidiane seria
levada para Pedrinhas, mas uma decisão da Justiça Federal livrou-a da famosa
penitenciária.
Caso o pedido de
reconsideração não seja atendido, a Procuradoria Regional da República da 1ª
Região (PRR1) apresentará mandado de segurança junto ao Tribunal Regional
Federal (TRF) da 1ª Região, sediada em Brasília, questionando o beneficio
concedido a Lidiane. Ela é acusada de desvios de até R$ 15 milhões em verbas
destinadas à merenda escolar e outras licitações de Bom Jardim.
O Ministério Público Federal
está formulando recurso para restabelecer as ordens de prisão preventiva dos
ex-secretários de Agricultura, Antônio Gomes da Silva, e de Assuntos Políticos,
Humberto Dantas dos Santos, o Beto Rocha, ex-namorado de Lidiane. Os
ex-secretários foram soltos por decisão judicial na semana passada.