O Tribunal Superior Eleitoral (TSE) definiu a situação política no município de Capoeiras. Na noite dessa quinta-feira, dia 18, por unanimidade, os Ministros da Corte Superior negaram provimento ao recurso apresentado pelo candidato Luiz Claudino de Souza, o Dudu, do PL, indeferindo em definitivo a candidatura do Empresário à Prefeito daquele Município.

Dudu foi o mais votado nas eleições de 15 de novembro de 2020, quanto obteve 5.293 votos, vencendo, nas urnas, o candidato Nêgo do Mercado (PSB) por uma diferença de pouco mais de 220 votos. Ele não pôde ser diplomado Prefeito e desde 1º de janeiro, o Munícipio é governado de forma interina pelo Vereador José Ernandes da Costa, o popular Pitonho (Republicanos). Com a decisão, o Município terá uma eleição suplementar, em data a ser definida pelo Tribunal Regional Eleitoral (TRE).

NOVA DISPUTA – E definida a situação de Dudu, que segue inelegível, as atenções agora se voltam a nova disputa pela Prefeitura de Capoeiras. Pelo lado Governista, o PSB novamente apresentará a chapa composta por Nêgo do Mercado e Cicero Brabo. Os Ex-prefeitos Neide Reino e Neném seguem apoiando o socialista. 

Já o grupo do ex-prefeito Dudu deverá apresentar um novo nome para a disputa. A expectativa é que a candidata da oposição seja a ex-primeira dama Celina Souza, esposa de Dudu, com o ex-vereador Aílton Lino, o Piu, na Vice. Os candidatos Felipe Vieira (MDB), Carlos Batata (Avante) e João Calado (Patriota) que também disputaram as eleições de 2020, obtendo juntos 969 votos, ainda não se pronunciaram se voltarão a concorrer ao cargo de Prefeito de Capoeiras.

Carlos Eugênio