Policiais civis aceitam proposta do Governo de PE e descartam greve geral em 2016

Por - 04/12/2015
Os policiais civis de Pernambuco, que estavam
em estado de greve desde o último dia 27, decidiram, após assembleia realizada
na noite da quinta-feira (3) na sede do sindicato que representa a
categoria, em Santo Amaro, área central do Recife, aprovar proposta feita pelo
governo do Estado. Com a decisão, o grupo desiste de cruzar os braços durante o
Carnaval de 2016, como prometeram na última semana.
O governo ofereceu, dentro do Plano de
Cargos, Carreiras e Vencimentos (PCCV) da categoria, progressão de 1,5% já em
dezembro, retroativa a março deste ano. Em abril do ano que vem, segundo a
proposta, o reajuste passará automaticamente para 2%.
Além do aumento salarial, a categoria passará
a receber R$ 350 de auxílio transporte, valor que não exclui os atuais
vale-transporte e auxílio deslocamento. O governo também se comprometeu a abrir
concurso público para contratação de novos agentes em janeiro de 2016 e a criar
grupos de trabalho para reformular o PCCV e elaborar uma lei orgânica para os
policiais em, no máximo, 90 dias.

“Essa proposta ainda está aquém do que
gostaríamos, pois continuamos a receber o pior salário de Polícia Civil do
Brasil, mas, numa conjuntura difícil como a que estamos vivendo, foi o que deu
para negociar com o governo do Estado”, afirmou Áureo Cisneiros, presidente do
Sindicato dos Policiais Civis de Pernambuco (Sinpol-PE). (Via: JC
Online)

Anuncie aqui 
87 9 9156-7405 | 87 9 9141-6993