sábado, outubro 23, 2021
InícioAraripina em FocoPolícia Civil suspende perícia em motel de Olinda onde Morato morreu

Polícia Civil suspende perícia em motel de Olinda onde Morato morreu

A Polícia Civil não fez a
perícia prevista para a manhã desta quinta-feira (23) no motel Tititi, em
Olinda, onde foi encontrado o corpo do empresário Paulo Cesar de Barros Morato
na noite de quarta (22). Foragido da Operação Turbulência, Morato era suspeito
de ser “testa de ferro” de uma organização criminosa suspeita de
lavar dinheiro para financiar as campanhas do ex-governador Eduardo Campos, em
2010 e 2014.
Os papiloscopistas
chegaram ao motel às 10h52, mas nem pisaram na cena do crime. Partiram poucos
minutos depois, ao receber um telefonema da chefia da Divisão de Crimes da
Polícia Civil, orientando que não fizessem a perícia. Nenhuma outra explicação
foi dada. O motel está aberto mas segue com a cena do crime interditada. Havia
intensa movimentação na porta e nenhum cliente durante a manhã. O advogado do
motel, Higínio Marinsalta, passou pouco mais de meia hora no local, saindo
pouco depois das 11h. Segundo ele, o estabelecimento aguarda instruções da
Polícia, que ainda não confirmou se fará perícia e quem fará.
De acordo com Marissalta,
Morato entrou sozinho no motel ao meio-dia da terça-feira (21). Consumiu apenas
uma água do frigobar. As imagens da câmera de segurança serão liberadas ainda
nesta quinta (23) de acordo com ele. O advogado disse também que o empresário
chegou em um Jeep Renegade preto. Como não renovou a diária, os funcionários do
estabelecimento entraram no quarto utilizando a chave-mestra, encontrando o
corpo em cima da cama, sem sinais de violência, sangue ou arma.
Como o empreendimento
exige discrição, não se sabe se Morato era cliente assíduo. Os funcionários
sseguram que ninguém esteve no quarto.
Autópsia

Uma autópsia no corpo de
Paulo Cesar de Barros Morato acontece, na manhã desta quinta-feira (23), no
Instituto de Medicina Legal (IML) do Recife. O corpo deve permanecer no local
até a segunda (27). O objetivo é esperar até sair o laudo do exame
toxicológico.  Da folha
RELACIONADOS