Planalto teme que pedidos de prisão possam afetar votações e impeachment

08/06/2016 12h43
Os pedidos do
procurador-geral da República, Rodrigo Janot, de prisão de caciques do PMDB ao
Supremo Tribunal Federal trouxeram grande preocupação ao Palácio do Planalto. A
avaliação de interlocutores do presidente interino Michel Temer é de que o
episódio pode atingir a governabilidade, com o atraso de votações importantes,
principalmente das medidas econômicas que já estão no Congresso e as que ainda
serão enviadas em breve.

Eles lembram que, além do
recesso parlamentar em julho, em agosto as atenções estarão voltadas para os
Jogos Olímpicos e as eleições, em seguida. Há preocupação também sobre o
impacto dos pedidos no processo de impeachment de Dilma Rousseff, embora o
Planalto diga que há convicção de que o número de votos que garantirá o
afastamento definitivo da petista está consolidado. Leia mais>>>

Sobre o Autor

Allyne Ribeiro