InícioAraripina em FocoPiauí agora é a nova fronteira da energia eólica no Brasil

Piauí agora é a nova fronteira da energia eólica no Brasil

O Piauí se prepara para
receber mais um parque eólico no estado. Em reunião realizada, na última terça-feira (7), no Palácio de Karnak, o governador Wellington Dias recebeu
representantes da empresa alemã Wobben WindPower Enercon que apresentou seu o
projeto de investimento no Piauí.
A empresa instalará um
parque eólico em 21 mil hectares no município na região da cidade de Pio IX,
localizada no sudeste piauiense a 444 km de Teresina, para a produção de
aproximadamente um gigawatts de energia.
Segundo o presidente da
Wobben, Fernando Real, o Piauí será a nova fronteira eólica no Brasil e que a
empresa já iniciou os estudos de viabilidade na região. “Vamos começar a
medição de vento e pelos estudos preliminares nós temos certeza da capacidade
de geração e do sucesso desse empreendimento. Quando é um empreendimento
próprio da empresa, temos a preocupação social, então lá dentro do sítio hoje
já existe uma escola que será reativada, nós temos planos para formar a
mão-de-obra local, ou seja, uma escola técnica, dar o treinamento, aproveitar
essa mão de obra e com a grande notícia que o governador Wellington Dias nos
deu aqui, com sua visão de futuro para o estado, a formação do mapa eólico do
Piauí, eu não tenho dúvida de que o estado do Piauí vai ser a nova fronteira
eólica no Brasil”, afirma Real.
Para o governador
Wellington Dias, o Estado dá um salto na produção de energia. “O Brasil já é o
quarto maior produtor de energia eólica do planeta e o Piauí, o quarto maior
produtor de energia eólica do Brasil. Nós saímos praticamente de um patamar que
em 2006, 2007, nós não produzíamos e a partir do parque iniciado em 2004, no
meu primeiro governo, inauguramos os primeiros 18 megawatts em Parnaíba e hoje
falamos em mais de 1600 megawatts numa perspectiva de chegarmos a 6000 megas,
isso equivale a mais ou menos 30 vezes o que a gente produzia de energia no
estado”, informa o chefe do executivo estadual.

Fonte: Governo do estado
do Piauí
RELACIONADOS