PF tenta decodificar chip de celular encontrado no dia de acidente que matou Eduardo Campos

29/04/2016 14h19
Um chip de celular
danificado encontrado no local é a mais nova pista a ser analisada pela Polícia
Federal no caso do acidente aéreo que matou sete pessoas, entre elas o então
candidato a presidente Eduardo Campos (PSB-PE).
Segundo informado, a
perícia da PF está tentando usar uma máquina para decodificar o chip e tentar
extrair quaisquer dados registrados, como imagens, que tragam qualquer
informação sobre o acidente.
A investigação da Polícia
Federal está aberta. O Centro de Investigação e Prevenção de Acidentes
Aeronáuticos (Cenipa) da Força Aérea Brasileira (FAB) divulgou em janeiro deste
ano o relatório final da investigação.

O órgão apontou quatro
fatores que contribuíram para a queda do avião: a atitude dos pilotos, as
condições meteorológicas adversas, a desorientação espacial e a indisciplina de
voo. (fonte: G1)

Sobre o Autor

Allyne Ribeiro