A Secretaria Estadual de Saúde (SES) determinou, nesta quarta (3), a suspensão de cirurgias eletivas em todas as unidades hospitalares de Pernambuco como parte das medidas para conter o avanço da Covid-19. A suspensão dos procedimentos, publicada no Diário Oficial, ocorre entre os dias 8 e 19 de março.

A determinação leva em conta a necessidade de “destinar o maior número de leitos disponíveis para pacientes diagnosticados ou com suspeita de infecção pela Covid-19”.

No dia 25 de fevereiro, o estado havia suspendido cirurgias eletivas em unidades públicas e privadas de 63 cidades do interior. Em 18 de março de 2020, a mesma medida também foi tomada para conter o avanço da doença.

Segundo a portaria assinada pelo secretário André Longo e publicada no Diário Oficial desta quarta, “caracterizam-se cirurgias eletivas aquelas que possam ser adiadas e/ou reprogramadas sem prejuízo à saúde do paciente”.

Apesar da suspensão de cirurgias eletivas, ficam mantidos os atendimentos clínicos e/ou cirúrgicos, além de procedimentos e exames nos serviços de urgência e emergência. Consultas e procedimentos ambulatoriais também ficam mantidos.

O estado também manteve as cirurgias eletivas inadiáveis, como cirurgias “oncológicas, cardiovasculares, transplantes de órgãos e tecidos”.

Na mesma portaria, o secretário estadual de Saúde de Pernambuco suspendeu as férias dos profissionais de saúde em exercício na rede de saúde da SES, sejam eles efetivos, cedidos, terceirizados, cargos comissionados ou contratados por tempo determinado. Não há, no decreto, menção a férias de funcionários de hospitais particulares.

A suspensão vale para férias prevista para o início deste mês de março e para os meses consecutivos, por tempo indeterminado.

A exceção é para profissionais que precisam tirar férias logo após o término da licença-maternidade.

Pernambuco iniciou, nesta quarta (3) uma nova fase de restrições em horários para conter o avanço da Covid-19. De segunda a sexta, serviços não essenciais estão autorizados a funcionar das 5h às 20h. Aos sábados e domingos, somente serviços considerados essenciais podem funcionar no estado.

G1 PE