Paulo Câmara pede que os ‘ânimos sejam apaziguados’

Por - 12/05/2016
O governador de
Pernambuco, Paulo Câmara (PSB), defendeu, nesta quinta-feira (12), que os
“ânimos sejam apaziguados” com a admissibilidade do processo de impeachment da
presidente Dilma Rousseff (PT) e o diálogo possa ser restabelecido. De acordo
com o pessebista, apenas assim, a pacificação nacional e a retomada do
crescimento do país será possível.
“Precisamos agora
apaziguar os ânimos, pois a radicalização política assumiu proporções
preocupantes. A pacificação nacional e o diálogo insistente e permanente devem
guiar as decisões do presidente Michel Temer”, salientou, em nota encaminhada à
imprensa, lembrando que esta tese é pregada por ele há um tempo.