Um homem de 62 anos apresentou carteiras de habilitação falsas em nome de Frei Damião e Padre Cícero, ao ser parado em um blitz no Sertão de Alagoas. O caso aconteceu nessa quarta-feira (10). De acordo com a Polícia, o idoso dirigia uma motocicleta sem placa, sem retrovisor, não usava capacete e estava com uma neta de sete anos na garupa. 

O idoso foi parado na rodovia AL-210, na cidade de Paulo Jacinto. Segundo o comandante do Batalhão de Polícia Rodoviário (BPRv), tenente-coronel Liziário, o homem disse que comprou as carteiras em uma barraquinha de Juazeiro do Norte, no Ceará, há oito meses, e que o vendedor disse que o documento era válido em todo o território nacional. 

“As equipes orientaram que aquilo ali [a carteira] não existia, que ele foi enganado. Mas o homem alegou que estava certo e discutiu com a guarnição. Ele fez a maior confusão com a equipe achando que o vendedor estava certo. Acho que o rapaz vendeu a carteira porque viu que o homem era de certa idade, um pouco ingênuo”, contou o coronel Liziário.

No documento apresentado pelo idoso, aparecem vários dados como data de nascimento, profissão e foto de Frei Damião. O religioso morreu em 1997. No verso, aparecia a imagem de Padre Cícero, que faleceu em 1934. 

O idoso não tinha documentos da moto, mas apresentou uma nota fiscal que comprovava que o veículo havia sido comprado por ele. Os policiais não foi multado nem preso, mas recebeu notificações. 

No final, os próprios policiais levaram o homem até a casa da família dele. “Ele recebeu todas as notificações que preconizam o CTB [Código de Trânsito Brasileiro], mas como nós estávamos sem o guincho, nós não recolhemos a moto dele. E como a gente viu a situação, já um senhorzinho com criança, a gente colocou a moto em cima da caminhonete, colocamos os dois na viatura e levamos até a residência dele”, disse o comandante do BPRv.

G1 AL