InícioAraripina em FocoO médico Valmir Filho fala sobre a situação de Araripina e as...

O médico Valmir Filho fala sobre a situação de Araripina e as coalizões políticas

Entrevista com o médico e
pré-candidato a prefeito de Araripina, Valmir Filho. 

Sobre
o Bairro José Martins

Valmir
Filho
: Na cidade de Araripina foi iniciada uma grande obra
que “parecia” que resolveria vários problemas provocados pelas águas pluviais
(águas das chuvas), mas a obra não foi finalizada. Não sabemos o motivo. O
poder público não tem e ou não teve interesse e até mesmo capacidade de
gerenciamento da obra, porque ela estava sendo implantada dentro de nossa
cidade, então tem sim a participação do poder municipal, mas o que vemos é mais
uma obra inacabada. Hoje os moradores do Bairro Zé Martins sofrem com a
ingerência, com incapacidade técnica dos órgãos municipais, com a falta de
respeito pelos seres humanos atingidos pelas enchentes toda vez que chove
naquele bairro. A solução é convocar uma bancada de engenheiros e conforme
apresentado o melhor projeto, executá-lo antes que as enchentes provoquem
maiores prejuízos.
O que pensa o
vice-governador sobre a Operação Paradise e a situação atual do Município?

Valmir Filho: O
Vice-Governador Raul Henry, é realmente um “vice” atuante na área política. Em
nossas conversas abordamos vários assuntos, mas principalmente sobre a situação
política no nosso município, porém na última reunião mostrou-se preocupadíssimo
com a situação administrativa do município, na condição de vice-governador.
Entregamos uma pauta de reivindicações para que ele sensibilize o governador e
o mesmo venha atender nossos pedidos. Nesta pauta solicitamos o envio de uma
Patrulha Mecanizada para realizar serviços de reparos nas estradas vicinais,
reparação em paredes de açudes e barragens, preparação de barreiros, limpeza
nas vazantes e tomadas d’água, aração e preparação de terras para o plantio,
Caminhões-Pipas, Perfuração de poços rasos e profundos etc… Sobre os
desmantelos que estão sendo praticados em nosso município, acreditamos que o
governador já é sabedor, porém ele não pode intervir no município até que se
apure o crime de responsabilidade e que o poder judiciário condene o executor,
temos que cumprir a LEI e a Constituição. A Operação Paradise até onde estou
sabendo, a Polícia Federal já encerrou a fase do Inquérito Policial, os
próximos passos terão seus procedimentos na esfera judicial, e isso, como
sabemos demanda tempo para que se chegue a um veredicto condenando e ou
absolvendo os réus denunciados. Uma pergunta gostaria que fosse respondida para
o povo de Araripina, “Se não há irregularidade nas obras envolvidas na Operação
Paradise, por que até hoje estão PARALISADAS?
Unidade
de Pronto Atendimento (UPA) e os nossos hospitais
Valmir
Filho
: Não somos contra a implantação de investimentos que
venham beneficiar a população de nosso município. Somos contra investimentos
mal planejados e que têm a conotação eleitoreira, como no caso está sendo a
nossa UPA. Há quanto tempo está sendo construída? Quanto está custando aos
cofres públicos? Quanto o município terá que pagar (mensalmente) para manter
seu funcionamento? Mesmo porque já temos conhecimento de que vários municípios
foram contemplados com as instalações das UPA’s, com Unidades Hospitalares, no
entanto as dificuldades aumentaram, porque não têm condições de manter um
funcionamento adequado para atender seus usuários. É uma questão de honra
mostrar uma administração que atenda aos anseios da nossa população. Temos
também projetos para reformular os convênios com as unidades hospitalares já
existentes em nosso município, citamos como exemplo o Hospital e Maternidade Santa
Maria-HMSM, Casa de Saúde São José assim como os vários Laboratórios Biomédicos
que contribuem com seus serviços ao nosso povo. Mais, para fazer essas e outras
reformas é necessário primeiro readequar as finanças do município, priorizar a
SAÚDE, EDUCAÇÃO, SEGURANÇA, porque estes são os fatores fundamentais para um
bem estar social.
Composição
de chapa para a disputa majoritária do grupo        
Valmir
Filho
: Até o momento não houve abordagem nesse sentido.
Nosso grupo trabalha com o intuito de crescimento, de conquista, de novas
adesões, de fazer entender nossos reais objetivos. Então aquele cidadão ou
cidadã, ou até mesmo um grupo de pessoas, que pretenda dar sua contribuição na
construção de uma nova forma de governar nosso município, será recebido com
portas e braços abertos. 
Quantos
candidatos o senhor acredita que vão ser lançados no Município para as eleições
de 2016?

Valmir
Filho
: Não estamos nos preocupando com a quantidade de
candidatos que vão disputar o pleito. Nossa preocupação é com a qualidade,
capacidade de administrar, seriedade ao resolver problemas e agir com moral e
credibilidade diante de todas as situações adversas que a vida nos reserva no
dia a dia de uma administração. Todos os candidatos que se apresentarem vão
tentar se mostrar capaz, sérios, moralistas. Isto é democracia. Muitos vão por
máscaras de bons candidatos no intuito de enganar o eleitor, mas acreditamos
que nosso povo não irá, mais uma vez cair no laço das promessas mirabolantes,
em santo salvador, em formula mágica de administrar, novo rumo. Até agora
estamos vendo que o município de Araripina está igual á empresa falida que para
enganar o consumidor bota uma faixa “SOB NOVA ADMINISTRAÇÃO”, quando na verdade
não muda nada.
A
quem diga que com Socorro (Pimentel) na disputa a eleição torna a vida dos
adversários mais difíceis?

Valmir
Filho
: Nosso grupo acredita que quando nos propusemos a
enfrentar uma campanha eleitoral, não nos cabe escolher candidatos adversários.
Escolhemos dentro do grupo a pessoa com mais condições política, pessoa com um
perfil que se encaixe e que comungue com os anseios da maioria e a partir dessa
escolha vamos trabalhar em prol de uma candidatura vitoriosa, passando para o
povo a credibilidade deste candidato, juntamente com um Plano de Ação que será
implantado no município caso venhamos ser eleito. Esse projeto já está sendo
elaborado, aliás está quase pronto, faltando apenas retoques finais e até
poderá ser utilizado pela Câmara Municipal de Vereadores para pautar a
construção de uma LEI ORÇAMENTÁRIA ANUAL que beneficie a todos e não priorize
apenas os interesses de pequenos grupos, porque votou no candidato “A” “B” ou
“C” que venha ser eleito. 
Rompimento
tardio com o prefeito não vai atrapalhar seus planos para uma disputa à
prefeitura?

Valmir
Filho
: Um homem sério também tem que ter a dignidade e
humildade de mudar sua opinião, desde que se convença de que está trilhando
pelos caminhos errados e poderá ou não permanecer neste caminho até esgotar
todos os seus argumentos para salvar seus companheiros. Foi realmente o que
aconteceu.  Permanecemos junto ao atual
prefeito até termos a certeza de que sua administração não tinha mais conserto.
No primeiro ano de mandato ficamos a observar a forma de governo implantada por
ele. No segundo ano notamos algumas falhas e tentamos ajudar nas soluções dos
problemas, mas nossas opiniões nunca foram colocadas em prática. Notamos que
houve mais interesse na preparação de candidato e condução de campanha nas
eleições de 2014, do que solucionar os problemas que vinham se acumulando
durante os anos 2013/2014 da gestão atual. Portanto, no ano de 2015
compreendemos que seria o ano da reconstrução, com a uma administração séria
voltada a resolver os problemas que atingem nosso povo, mas o que presenciamos
foi uma mesmice, piorando ainda mais a situação em relação aos anos anteriores,
e que estávamos sendo “levados no bico” como diz o ditado popular. Daí
resolvemos nos afastar, pois não havia mais condições de permanecermos juntos,
para dar sustentação a uma administração que atualmente é rotulada de medíocre,
cheias de mentiras, cheia de falcatruas, nociva para nosso município.  
         
O
senhor pretende lançar um Plano de Governo?

Dr.
Valmir Filho
: Estamos elaborando um Plano de Ação
Governamental. Nele serão diagnosticadas as prioridades em cada microrregião e
qual a forma mais rápida que estas ações chegarão a estas localidades. Este
plano servirá para mapearmos as prioridades do município como um todo.
Acreditamos que ele irá ajudar muito na elaboração da nova LEI ORÇAMENTÁRIA
ANUAL, pois acreditamos que os pilares de um bem estar social para toda
população são lineados em uma SAÚDE PREDITIVA E PREVENTIVA, EDUCAÇÃO DIRIGIDA E
ASSISTIDA, SEGURANÇA OSTENSIVA E INTENSIVA. O cidadão ou cidadã com boa saúde
tem mais disposição para o trabalho, o cidadão ou cidadã com estudo tem
melhores salários, o povo que tem segurança curte mais seu lazer e assim
recarrega suas energias para enfrentar a labuta do dia a dia.
Da Sua Assessoria de
Comunicação
RELACIONADOS