O governo Temer surge com o carimbo do “mais do mesmo”, diz Lucas Ramos (PSB)

15/05/2016 17h24
O PSB não fará parte do
governo Michel Temer. Parabenizo o meu vice-presidente Paulo Câmara, o
primeiro-secretário Geraldo Júlio e os companheiros Milton Coelho e Dora Pires
pela decisão correta de não participar dessa composição fisiológica e atrasada
que está sendo montada pelo (futuro) presidente Michel Temer. Um governo que
propõe mudanças não parece mostrar a intenção de romper com o atraso e já surge
com o carimbo de “mais do mesmo”. O PSB não compactua com o
retrocesso. Nosso ex-presidente Eduardo Campos nos ensinou a trabalhar para
todos, sem distinção e sem colocar interesses pessoais à frente do bem comum. É
exatamente assim que seguiremos honrando a sua memória.
Apoiaremos com
determinação e compromisso tudo o que for benéfico para os brasileiros e
faremos uma oposição implacável àquilo que não contribuir com o crescimento do
Brasil. Para isso, não precisamos de cargos porque nossas posições não serão
compradas!
Desta forma, o PSB reitera
que não concorda com as práticas da velha política, que condiciona apoio à
ocupação de cargos. Não queremos isso. Não precisamos disso. O Partido
Socialista Brasileiro tem, acima de tudo, compromisso com o desenvolvimento
econômico, social, cultural e político do país e iremos estar sempre ao lado
das ideias e ações que nos levem a um Brasil mais justo, com crescimento para
todos, sem distinção. O legado de João Mangabeira, Arraes e Eduardo não pode
ser tratado como mercadoria.

Estaremos vigilantes. Que
ecoe nossa voz:
DE NORTE A SUL
E NO PAÍS INTEIRO

UM VIVA AO PARTIDO
SOCIALISTA BRASILEIRO!

Sobre o Autor

Allyne Ribeiro