Na história do Brasil apenas Dilma e Getúlio Vargas tiveram contas rejeitadas

09/10/2015 13h07
Até a última quarta-feira
(7), o ex-presidente Getúlio Vargas era o único chefe de estado que teve as
contas rejeitadas pelo Tribunal de Contas da União (TCU). Em 27 de abril de
1937, as contas de Vargas, foram rejeitadas pelo órgão fiscalizador, mais de 70
anos depois foi a vez da presidente Dilma Rousseff (PT), que teve suas contas
rejeitadas, por unanimidade,  na noite
de quarta. O relator, ministro Augusto Nardes, fez a leitura das conclusões
do relatório recomendando a rejeição das contas. Os demais ministros seguiram o
parecer do relator.
Na década de 30, foi
Francisco Thompson Flores, vice-presidente do Tribunal de Contas da União
(TCU), constatava o desrespeito às leis orçamentárias cometidas pela Contadoria
Central da República, responsável na época por organizar as contas federais no
Ministério da Fazenda. A indicação do TCU segue para votação no Congresso. A
Comissão Mista de Orçamento na Câmara apreciará o relatório.

Informações do O Globo.

Sobre o Autor

Allyne Ribeiro