A Prefeitura de Ipojuca, no Litoral Sul de Pernambuco, foi novamente multada pela Agência Estadual de Meio Ambiente (CPRH) por lançamento de esgoto sem tratamento na areia da praia de Porto de Galinhas.

Agora, a multa aplicada pela agência foi de R$ 50 mil. Na primeira multa, em fevereiro, a prefeitura havia sido multada em R$ 20 mil.

De acordo com a CPRH, apesar das penalidades, o governo municipal não resolveu o problema e a mesma infração foi constatada pela fiscalização na segunda-feira (1º) – o caso foi divulgado nesta quarta-feira (3).

A Prefeitura de Ipojuca informou que, até o início da tarde desta quarta-feira, não foi notificada de nenhuma das duas multas.

De acordo com o diretor de Controle de Fontes Poluidoras da CPRH, Eduardo Elvino, a referida infração ambiental está prevista na Lei Estadual nº 14.249/2010. 

Segundo Elvino, o esgoto bruto, proveniente da rede coletora operada pela prefeitura, extravasou para o sistema de drenagem de águas pluviais. Isso porque a prefeitura opera um sistema de esgotamento sanitário considerado precário pela CPRH.

“É necessário que haja investimento maciço em sistemas de esgotamento sanitário e de drenagem visando corrigir a defasagem existente na localidade”, informou a CPRH.

Folha de PE