Mulher alérgica quase morre depois de fazer sexo com marido

Uma mulher de 46 anos sofreu uma severa crise alérgica depois de fazer sexo sem proteção com o marido. Aproximadamente de uma hora depois do ato, a norte-americana começou a ficar tonta e a suar exageradamente.

Os sintomas estavam se agravando com coceira incessante e diarreia, e também apareceram plaquetas vermelhas. Ela foi levada à emergência médica do Hospital Sinai, de Baltimore, nos Estados Unidos.

Na unidade, os médicos suspeitaram de uma sepse, espécie de pane no organismo provocada pelo próprio corpo ao tentar combater um vírus ou bactéria, mas exames, posteriores, no entanto, não encontraram agentes infecciosos no corpo dela.

O mistério foi descoberto quando os médicos entrevistaram o marido da paciente. Ele revelou estar tomando um remédio a base de penicilina para tratar uma infecção cardíaca. Como a mulher é alérgica à penicilina, os médicos passaram a considerar que ela teve um choque anafilático ao entrar em contato com a substância presente no sêmen do marido, segundo o Daily Mail.

O caso considerado raro foi publicado no The American Journal of Medicine. O nome da paciente não foi divulgado.

No artigo, os médicos alertam que a penicilina, assim como outros antibióticos, pode se concentrar no sêmen e, durante o contato sexual, ser absorvida pela vagina.

Para prevenir situações assim, eles sugerem que os colegas façam prescrições detalhadas relatando também essa possibilidade de reação adversa.

As informações são do Metrópoles.