Moradores do distrito de Lagoa do Barro, em Araripina, reclamam de abandono de duas obras

Por - 04/05/2016
Com Informações do G1
Petrolina
A equipe do G1 Petrolina
conversou com os moradores do Distrito de Lagoa do Barro, eles acham que por lá
tem dinheiro público sendo jogado fora. A comunidade pensa assim porque duas
obras paradas. Os serviços foram iniciados pela prefeitura, mas tanto a
construção da quadra, como da creche, simplesmente estão abandonadas.

O distrito de Lagoa do
Barro a cerca de 30 quilômetros de Araripina tem em média 5 mil habitantes. A
renda gira em torno do comércio, mas as opções não são muitas e a dificuldade
de encontrar um emprego é maior para as mães com crianças pequenas, que não tem
na comunidade uma creche para deixar os filhos. O espaço para a creche até tem,
faz tempo, e segundo os moradores foi liberado um bom dinheiro para a obra. Mas
desde 2011 que a obra foi executada com o prazo para ser entregue em 2013, e
até agora nada, lembrou o Vigilante José Gionildo Cordeiro.
Com a demora para entregar
a obra ao Povo do Distrito de Lagoa do Barro, o que pode se ver no lugar é
muito mato e o retrato do descaso. Quem mora próximo à construção diz que todo
esse tempo à obra já foi paralisadas várias vezes e há muitos meses ninguém
trabalha nela.
Além da obra da creche tem
uma outra que também foi iniciada (no mesmo distrito) e foi deixada de lado: a
da Quadra Poliesportiva. Para os moradores já faz um tempo que ninguém aparece
por lá. Os dados na placa da obra já quase não dar pra ver, mas nem o desgaste
do tempo conseguiu apagar o valor estimado da construção que passa de R$ 500
mil.
A prefeitura de Araripina
mandou uma nota para a produção informando o seguinte:
“As empresas licitadas
responsáveis pelas construções das duas obras não cumpriram o prazo de entrega
dos serviços, e por isso, o contrato com elas foi desfeito. Uma nova licitação
vai ser feita ainda este mês. Segundo á prefeitura a construção da creche e da
quadra, vai ser retomada no mês de junho”.
Nós vamos ficar de olho,
até porque, as obras deveriam ter ficado prontas em 2013, até então a
comunidade afirma que a prefeitura nunca tinha informado o motivo da
interrupção dos serviços, e só agora, é que eles estão sabendo, e ninguém sabe
o porquê que só agora a prefeitura retomou o processo de licitação.
NÓS SABEMOS!