Mobilização pró-Dilma e Lula é a maior já realizada no Recife

19/03/2016 03h02

Do NE10

A mobilização a favor do
governo Dilma Rousseff, do ex-presidente Lula e do Partido dos Trabalhadores
(PT) no Recife, nesta sexta-feira (18), fez um mar de gente vestida de vermelho
percorrer as principais vias do Centro da capital pernambucana. Os manifestantes
defendiam que, além da luta partidária, eles estavam juntos para defender a
democracia e as conquistas sociais alcançadas durante o governo petista. A
hashtag usada pelo grupo, inclusive, foi a #VemPraDemocracia.
Números da Polícia Militar
de Pernambuco (PMPE) apontam que 15 mil pessoas participaram do ato desta
sexta, mas a organização fala que 200 mil manifestantes foram às ruas do
Recife. Embora não haja um sintonia entre os dados, pode-se garantir que esta
foi a maior manifestação pró-Dilma na cidade, desde a Operação Lava Jato. A
caminhada começou por volta das 17h e terminou cerca de três horas depois na
Praça da Independência, no bairro de Santo Antônio, Centro da cidade. A todo
momento, o clima foi tranquilo, com todos sendo acompanhados por forças policiais
e agentes de trânsito.
Grupos de Maracatu,
orquestras de frevo, bonecos gigantes de Dilma e Lula e até o dragão símbolo do
bloco carnavalesco “Eu Acho é Pouco” fizeram parte da mobilização desta sexta.
Durante a passagem pela Avenida Conde da Boa Vista, um dos principais
corredores viários da cidade, moradores dos prédios locais jogaram papel picado
em apoio à mobilização.
Desde a concentração do
ato, às 15h na Praça do Derby, área central da capital pernambucana, os
manifestantes sustentaram faixas e cartazes em apoio ao ex-presidente Lula e
contra o impeachment da presidente Dilma Rousseff. Diversos políticos ligados
ao PT e a partidos aliados estiveram presentes como o senador e líder do
governo Humberto Costa, o ex-prefeito do Recife João Paulo, o ex-deputado
federal Paulo Rubem, a deputada estadual Teresa Leitão e a novata petista, a
vereadora Marília Arraes (ex-PSB). Artistas como o cantor e compositor Fred
Zero 4, vocalista do grupo Mundo Livre S/A, também participaram do ato.

Vice-líder do Governo
Dilma na Câmara, o deputado federal Silvio Costa (PTdoB)se exaltou durante a
concentração e chegou a chamar o presidente da casa legislativa, Eduardo Cunha
(PMDB), de “bandido, safado e ladrão”. Também presente no ato, o ex-prefeito do
Recife João da Costa comentou que o PT não tinha outra alternativa que não ser
levar Lula para o Governo Federal.

Os manifestantes, por sua
vez, gritavam palavras de ordem como “Lula é meu amigo. Mexeu com ele, mexeu
comigo” e “Não vai ter golpe”. Vestidos de vermelho e enrolados com as
bandeiras do Brasil e de Pernambuco, eles criticavam a postura do juiz Sérgio
Moro e a investigação da Lava Jato, alegando que a mesma é usada como uma forma
de perseguir os petistas. No minitrio que acompanhou a caminhada, líderes
sindicais inflamavam os manifestantes enumerando programas sociais que
“estariam ameaçados” se o governo de Dilma fosse interrompido.

Sobre o Autor

Allyne Ribeiro