JANSSEN ARARIPINA EM FOCO
JANSSEN ARARIPINA EM FOCO


O ministro da Saúde, Marcelo Queiroga, anunciou, nesta sexta-feira (04), a chegada das primeiras doses da vacina contra a covid-19 da Janssen, farmacêutica da Johnson & Johnson, para o mês de junho. Segundo a previsão inicial do contrato firmado com a empresa, as primeiras unidades do imunizante só chegariam em julho ao país.

“Hoje mesmo, fechamos com a Janssen para trazer mais 3 milhões de doses que serão aplicadas agora no mês de junho”, disse o ministro, sem especificar se estas doses fazem parte de um novo contrato ou se são fruto de uma antecipação da entrega de unidades já contratadas pela pasta. 

As informações foram dadas pelo ministro  da Saúde em entrevista ao CB.Poder, programa realizado pelo Correio Braziliense em parceria com a TV Brasília. Em março, o Ministério da Saúde assinou um contrato com a empresa farmacêutica da Johnson & Johnson para a compra de 38 milhões de doses. A Janssen, no entanto, só previa o envio das primeira doses entre julho e setembro. 

Dose única

A vacina, que se baseia na tecnologia de vetor viral não replicante, teve eficácia comprovada de 66% nos testes clínicos e é a única disponível até o momento que prevê apenas uma dose para imunização completa.

Queiroga reforçou que a pasta da Saúde tem trabalhado para antecipar a chegada das doses de vacinas já contratadas pelo governo federal. “A função que o presidente (Jair Bolsonaro) me deu foi de acelerar a campanha nacional de imunização”, disse.