O prefeito de Petrolina no Sertão de Pernambuco – Miguel Coelho (MDB) que fora lembrado pelo cantor sertanejo Gustavo Lima, no show live do músico realizado neste domingo (02), e questionado sobre o São João Virtual Online na Terra dos Impossivéis, prometido pela gestão do Novo Tempo, para este ano, e que não aconteceu. Aproveitou uma entrevista de rádio realizada na manhã desta segunda (3) para falar sobre o assunto e colocar uns pingos de pimentas também nas provocações diárias de membros da oposição ao seu governo.

Sobre as críticas do artista nacional, Miguel apaziguou o tema e disse que era hora de. “Agradecer né o carinho aí a mensagem que o cantor Gustavo Lima deferiu ontem, não só a Petrolina e não só minha pessoa, mas vai ficar para todos que fazem a nossa cidade da região ficar feliz, três minutos online nacional, quase um milhão de pessoas assistindo e você vê Petrolina sendo destacada por um dos maiores cantores do Brasil”.

O gestor falou também sobre a construção do novo pátio de evento do São João de Petrolina, afirmou que a obra começou em dezembro, bem antes da pandemia do novo Coronavírus e que ninguém esperava a danada dessa pandemia e que sua equipe combinou de: “não parar nenhuma obra pública. Por que isso significa interesse público está sendo atingido a sua conclusão. E fora que é muito mais caro você parar uma obra e depois ter que voltar e o dinheiro já é pouco então a gente não pode se dar a esse luxo de interromper obras tão importantes”.

E sobre a questão das críticas em construir o novo pátio de eventos na antiga área do CEAPE (Centro de Abastecimento de Petrolina), Miguel enfatizou que:

“É bom lembrar que a gente teve que fazer um novo quadro para decisão judicial porque quem fez o antigo pátio esqueceu que tem aeroporto do lado ali, então acho que alguém já estava passando do tempo de fazer um acordo com Ministério Público Federal com a própria justiça e fizemos esse acordo em 2019, que a última edição seria o do ano passado e que em 2020 precisaríamos de um local novo. Você tinha algumas opções de comprar um novo ou desapropriar, agora tudo está mais caro e a gente conseguiu fazer um pátio maior do que o antigo, o antigo tem cinco hectares e meio, alguma coisa assim, o novo pátio tem 7 hectares, um maior investimento público então temos assistência maior e dinheiro de sobra”.

Em relação as cobranças da Bancada Oposicionista, mesmo não querendo entrar no mérito, Miguel disse que o papel da Bancada é de fiscalizar o Poder Público mesmo. Mas para ele tem muita gente que faz oba, oba, que tá fazendo carnaval agora no período pré-eleitoral.

“E fora que tem gente aí que recebia e não trabalhava em certas empresas da Prefeitura de Petrolina, né? Que a gente conhece muito bem essa história. É importante destacar que quem fechou o teatro de quem interrompeu ali toda a vida dos mais variados comerciantes esperança, que dia foi o prefeito que são posição hoje é ligado é o chefe deles todos hoje”, enumerou o prefeito Miguel Coelho, com críticas endereçadas ao ex-prefeito Júlio Lossio.

Para o gestor do Novo Tempo, a Oposição vai querer fazer muito alarde. Agora a gente viu de uma nova licitação de uma licitação que foi feita em 2017, e estão denunciando com um vídeo.

“Então a turma tava preguiçosa? Tava dormindo esses três anos ou então só querem aparecer? Estou pronto para qualquer debate. Agora tem que ser feito com responsabilidade com menos purpurina com menos algaroba para que a gente possa tratar como tem que ser tratada com seriedade e serenidade”, finalizou o gestor em entrevista ao programa Nossa Voz.

Por Jean Brito