Menino de 1 ano e 5 meses mata cobra a mordidas no RS

03/11/2015 12h54
Uma história inusitada
marcou o domingo da família Ferreira em Mostardas, no litoral Sul gaúcho. Um
menino de um ano e cinco meses brincava no pátio de casa quando foi
surpreendido pela mãe com as mãos e a boca sujas de sangue e uma cobra entre os
dedos. Conforme os relatos da família, o garoto Lorenzo Ferreira deixou o pátio
e entrou na sala de casa sorrindo, com o réptil ainda vivo nas mãos.
O menino foi conduzido
imediatamente para atendimento médico, onde foi constatado que ele não havia
sido picado pela cobra. A equipe médica acionou o Centro de Informação
Toxicológica do Rio Grande do Sul, que orientou os médicos sobre os exames e
procedimentos a serem adotados. Para alívio da família, os testes apontaram que
Lorenzo não sofreu qualquer tipo de consequência à saúde em virtude do contato
com o animal.
A família garantiu que esta
foi a primeira vez que uma cobra aparece no pátio da casa onde moram. O réptil
foi visualmente identificado como uma jararaca, mas ainda será analisado por
especialistas para definir a espécie. O garoto Lorenzo passa bem. O animal, que
ainda estava vivo no momento em que o menino foi encontrado, não resistiu aos
ferimentos.

Cliente de assinante de matéria

Sobre o Autor

Allyne Ribeiro