MEC lança Novos Caminhos, programa para aquecer o ensino técnico

O Ministério da Educação lançou nesta o programa Novos Caminhos. A iniciativa visa estimular o ensino técnico e influenciar jovens que cursam o ensino médio e adultos que não têm formação nem emprego a ingressarem na modalidade de ensino.


Segundo o MEC, estão previstos editais que somam até R$ 5 milhões para projetos de iniciação tecnológica. Esse valor, segundo o órgão, já está previsto no orçamento de 2020.


A expectativa da pasta é atender até 3,4 milhões de pessoas com o projeto até 2023. Além disso, o Novos Caminhos estabelece a capacitação e o treinamento de mais de 40 mil professores, que atuarão tanto no ensino presencial quanto à distância.


Cerca de 11 mil diplomas de formandos no ensino técnico desde 2016 também serão regularizados pelo MEC.


Segundo o ministro Abraham Weintraub, há preconceito sobre cursos técnicos, e eles precisam ser quebrados. Ele afirmou que a modalidade às vezes oferece melhores oportunidades em comparação ao ensino superior.
“Umas das coisas que temos que fazer é quebrar o preconceito contra trabalhador técnico. Muitos cursos técnicos permitem uma renda superior à de alguém formado em um curso superior que não tem foco na realidade”, afirmou o chefe da pasta da Educação.


Preencher demanda


Com o projeto, o governo pretende suprir a demanda de vagas que demandam menos qualificação por meio do investimento na formação de alunos via ensino técnico. No trimestre encerrado em agosto, o IBGE (Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística) registrou 12,6 milhões de desempregados.