O ministro do Supremo Tribunal Federal (STF) Marco Aurélio encaminhou à Procuradoria-Geral da República (PGR) uma notícia-crime contra o presidente Jair Bolsonaro. O documento afirma que o presidente vem cometendo “irresponsabilidades” na condução do combate ao novo coronavírus. A peça inicial foi protocolada pelo deputado federal Reginaldo Lopes (PT-MG). Mello é relator do caso na Corte.

Na notícia-crime, o deputado lista ao menos 20 casos onde Bolsonaro teria contribuído para ameaçar a saúde pública do país. As críticas feitas aos governadores de vários estados por agir de acordo com as recomendações da OMS de se isolar a população, por exemplo, são lembradas no texto.

Caso a PGR aceite a notícia-crime, a transforme em uma acusação e a encaminhe de volta ao STF, a Câmara dos Deputados decidirá se permite o avanço do processo. Em última instância, o trâmite terminaria com o afastamento de Bolsonaro por 180 dias ou até mesmo com a perda do mandato, como lembra o deputado autor do texto.

Jornal de Brasília / Imagem: Reprodução