Homem mata comerciante a facadas em Marcolândia,PI e depois manteve relação sexual com ela

22/03/2016 14h38
Notícias na área policial | Araripina em Foco Allyne Ribeiro

A comerciante Maria dos
Santos de Macedo, de 47 anos, a qual residia em Marcolândia-PI, foi assassinada
com vários golpes de faca e seu corpo encontrado dentro de sua residência onde
também funcionava um bar, localizado às margens da BR-316, Km-0, bem na divisa
com Araripina-PE.
Segundo a polícia militar
que atendeu a ocorrência, o corpo da vítima foi encontrado por volta das 17:00
de ontem pelo seu irmão, o qual sentiu falta da mesma que sempre comparecia na
casa da mãe por volta das 07:00 da manhã para tomar café e conversar, e na
manhã de ontem ela não apareceu.
Ele preocupado foi até a
casa da irmã e lá chegando olhou pelo buraco da fechadura e viu várias mesas e
cadeiras quebradas, em seguida acionou a polícia militar que arrombou a porta e
encontrou a mulher já morta e nua deitada em cima de um colchão com algumas
camisinhas usadas espalhadas no chão.
A perícia esteve no local
e a princípio constatou que o assassino pode ter mantido relações sexuais com a
vítima antes de matá-la a facadas e recolheu vários objetos para investigação,
inclusive 04 facas sujas de sangue, sendo duas quebradas.
Durante diligências a
polícia militar prendeu 04 suspeitos que foram os últimos a saírem do bar da
comerciante por volta das 02:00 da madrugada, horário que provavelmente ela foi
morta.
Continuando as diligências
os policiais prenderam um elemento identificado por Francisco Erinaldo Barros,
vulgo Alemão, de 25 anos e 1,95 de altura, foto abaixo. Segundo o Tenente De
Assis que comandou a operação de prisão do acusado, ele além de confessar o
crime, confirmou também que manteve relações sexuais com a mulher depois de morta.
O acusado foi encaminhado
para autuação em flagrante e depois foi encaminhado para uma unidade prisional
do Piauí. Além do Tenente De Assis que comandou a operação, também participaram
da prisão do homicida o Sargento Oliveira, Cabo Leonel e o Soldado Leal.

Fonte/ Fotos – Polícia
Militar do Piauí

Sobre o Autor

Allyne Ribeiro