Homem foi preso em Araripina por abusar sexualmente da própria filha de oito anos

Por - 04/09/2015
Policiais civis lotados na
24ª DESEC de Araripina, comandados pelo Comissário Alexandre Campelo, prenderam
na última segunda-feira 31/08, no centro da cidade, o servente de pedreiro Lino
Barbosa da Silva, vulgo Novinho, de 46 anos. Ele foi denunciado por estupro de
vulnerável e foi preso quando trabalhava em uma construção ao lado da igreja.
Apesar da prisão ter
acontecido na segunda-feira a imprensa só tomou conhecimento na quarta-feira. A
polícia civil ficou sabendo do caso através de um sargento da polícia militar
que havia gravado um vídeo com uma criança de 08 anos, onde ela relatava que
estava sendo abusada sexualmente pelo próprio pai na casa onde moravam no
Bairro Alto da Boa Vista.
De posse da informações a
polícia prendeu o acusado e o conduziu para a delegacia onde ele confessou os
abusos. Uma doméstica que trabalhava na casa do servente e cuidava da mãe dele
e da criança, relatou na delegacia que suspeitava dos abusos dele com a filha,
mas não tinha certeza, até a confirmação da garota.
Em depoimento na delegacia e
acompanhada dos responsáveis e do conselho tutelar, a criança que sofre de
problemas mentais e toma remédio controlado, detalhou os abusos e disse também
que chegou a relatar os abusos para a avó.
Segundo o Comissário
Alexandre Campelo, a criança denunciou também que além de estuprada, era
obrigada a fazer sexo oral com o pai, e que a última vez que teria sido abusada
foi no último domingo 30/08. Outra conclusão da polícia foi que a criança já
foi molestada dezenas de vezes pelo pai.
Ainda conforme informações
policiais, o acusado esteve preso na Cadeia pública de Araripina e saiu
recentemente. Ele teria sido autuado na Lei Maria da Penha por ter agredido a
sua ex-companheira que também sofre de problemas mentais e reside no Distrito
do Morais.

Um fato que chamou a atenção
da polícia foi um vídeo gravado por um Sargento da PM, onde a criança mostrava
como era que o pai lhe abusava, não restando dúvidas para a polícia que
realmente o servente mantinha conjunção carnal com a filha.
Participaram da prisão do
pedófilo os policiais civis Regi Felix e Karlos Daniel e os Comissários
Alexandre Campelo e Ivan Honório. O acusado após ser ouvido na delegacia foi
recolhido à Cadeia Pública, onde agora está preso à disposição da justiça.
Reportagem | Fredson Paiva