H1N1: Aumenta o número de pessoas infectadas pelo vírus em Pernambuco

05/04/2016 18h01
Do JC 
O Estado de Pernambuco já
registra oito casos de pacientes que contraíram o vírus H1N1 e precisaram ser
internados pela síndrome respiratória aguda grave (SRAG), considerada como um
quadro grave de gripe. Há 15 dias, eram três casos. Além disso, outros 24
pacientes com síndrome gripal (quadro leve de gripe) apresentaram exames
positivos para H1N1. Assim, sobe para 32 o número de casos de gripe em
Pernambuco por causa do H1N1, segundo boletim da semana epidemiológica 12
apresentado na tarde desta segunda-feira (4) pela Secretaria Estadual de Saúde
e que considera os dados até 26 de março. Na semana epidemiológica 10, eram
pelo menos 13 pessoas acometidas por H1N1 em Pernambuco. O aumento é de
aproximadamente 146%.

Além disso, dos 104
registros de SRAG no Estado, cinco são de pacientes que evoluíram para óbito.
Só com base no quadro clínico apresentado por esses pacientes que vieram a
óbito, não se pode atestar que o H1N1 tem relação ou não com as mortes. O
Estado tem coletado e enviado amostras de secreções respiratórias para o Instituto
Evandro Chagas, no Pará, onde serão realizados exames específicos para
confirmar a causa dos óbitos. Não é só a SRAG por H1N1 que pode evoluir para o
óbito, mas por outros subtipos de vírus influenza, demais vírus respiratórios
ou outros agentes, como fungos. 

Sobre o Autor

Allyne Ribeiro