O governador Paulo Câmara anunciou uma reunião, nesta terça-feira (2), em Brasília, com a diretoria da farmacêutica União Química, produtora no Brasil da vacina Sputnik V, para negociar a aquisição direta do imunizante russo. A iniciativa é uma ação conjunta do Fórum de Governadores do Brasil. Conforme a gestão, o laboratório protocolou na Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa), o pedido para uso emergencial no Brasil de 10 milhões de doses da vacina Sputnik V. 

A empresa também informou que o imunizante será produzido no Brasil, nas fábricas de Brasília, no Distrito Federal; e Guarulhos, em São Paulo. A vacina tem origem russa e apresentou eficácia acima de 90% contra o novo coronavírus na última etapa de testes. Na última terça-feira (23), o Supremo Tribunal Federal autorizou Estados e municípios a adquirir vacinas contra o novo coronavírus, mesmo sem a certificação da Anvisa, no caso de as doses previstas no Plano Nacional de Imunização (PNI) serem consideradas insuficientes.

Diário de PE