Trindade em PE.


Passado 3 meses desde o inicio dos mandatos eletivos, gestores de cidades do Sertão do Araripe comemoram os primeiros 100 dias de trabalho e apresentam a população as ações que form desenvolvidas durante esses dias em obrigação para com as pessoas que confiaram seus votos. Pelo menos 3 prefeitos entre os dez municípios da região divulgaram algumas das ações desenvolvidas até o momento.

Em Trindade a prefeita Helbe Rodrigues (PSL) ao falar sobre o seu governo frente a prefeitura daquela cidade fez duras críticas à gestão de Everton Costa. Um vídeo institucional produzido pela equipe de assessoria de comunicação mostra um cenário de terror na cidade com ruas esburacadas e cheias de lixo, escolas precisando de reformas com cadeiras quebradas e amontoadas, além de bibliotecas abandonadas com livros em péssimo estado de conservação. Segundo a prefeita, a gestão passada deixou uma dívida de 16 milhões para os cofres públicos. Nesses 100 dias ela fez perfuração de novos poços artesianos e está recuperando os já existentes, fez um mutirão de limpeza, restabeleceu parcerias com as instituições sociais como os sindicatos e ONGs.

Em Santa Filomena o prefeito Gildevan Melo (PSD) direcionou esses 100 primeiros dias para trabalhar na área da saúde principalmente em ações de combate a Covid. Foram feitas várias testagens contra essa doença na população. Houve reforço da agricultura com o pagamento do garantia safra, instalação de casa de apoio em Ouricuri, Petrolina e Recife e limpeza nas ruas da cidade. Foi adquirido também equipamentos de saúde destinados ao hospital municipal.

Já em Moreilândia o prefeito Teto Teixeira (PRB) realizou segundo a sua assessoria 18 ações nesses 100 dias, sendo destaque a limpeza de prédios públicos, entrega de sementes, ativação de obras que leva água para as serras, reparos em estradas e trocas de lampadas para melhorar a iluminação pública.

Embora os demais municípios não tenha divulgado ainda informações a respeito desses 100 primeiros dias de governo, avaliamos que o cenário de trabalho é igual em todas as cidades e as ações desenvolvidas são mais focadas no combate a pandemia. Em relação a entrega de obras, percebemos que há em comum a reforma de imóveis públicos e a conclusão destas obras. Reparação de estradas e perfuração de poços e limpeza de barreiros são ações compartilhadas entre as 10 cidades que compõe o Araripe. Conclui-se que entre esses 100 dias foi realizado um trabalho de manutenção dos serviços básicos e a regularização da máquina pública com pagamentos de salários em dia e parcelamento de dívidas de gestões anteriores. Serviços essenciais que foram mantidos nesses três meses de gestão pública à frente das prefeituras.

Redação Araripina em Foco