Uma família de Belém do São Francisco e que mora há alguns anos em Petrolina, no Sertão de Pernambuco, está desesperada em busca da advogada Glória Micheline Lima Fonseca, de 48 anos. Ela desapareceu no último fim de semana e foi vista pela última vez no sábado (16), na UPA de Petrolina, para onde foi levada por uma equipe do Samu.

“A informação que nós temos é que pescadores a encontraram no Rio São Francisco, não sabemos se nadando ou tentando suicídio e acionaram o Samu, que a trouxe para a UPA em Petrolina. Nós sabemos que ela durmiu na UPA e, por volta das 7h do dia seguinte ela desapareceu”, explicou a prima Josélia Maria.

A família e os amigos disseram que Glória Micheline pode estar se apresentando com o falso nome de Alice Almeida. “Como uma paciente com problema mental, aparentando inquietação vem para uma unidade médica, hospitalar e ela sai daqui? Nós não sabemos mais onde encontrá-la. A gente tem informação que ela apareceu na Rodoviária de Petrolina, na Rodoviária de Juazeiro-BA, mas não temos a certeza de que realmente é ela. E, hoje, nós estamos aqui de coração aflito, todos angustiados”, destacou Josélia.

O caso já foi registrado na delegacia de Polícia Civil do bairro Ouro Preto. “As diligências iniciais já foram realizadas também, como coleta de imagens na UPA, diligências no ponto de apoio, de que ela teria passado por lá. De imediato, todas as medidas foram adotadas e estão em andamento”, disse o delegado Marceone Ferreira.

O delegado explicou ainda o que deve ser feito em casos de desaparecimento. A polícia deve ser avisada de imediato. “A orientação é procurar imediatamente a polícia e fazer o registro do boletim. E a Polícia Civil de imediato por sua vez dá início as investigações”.

O G1 entou em contato com a Unidade de Pronto Atendimento Especializado e a Upae de Petrolina que informou apenas que os questionamentos só serão respondidos à polícia.

G1 Petrolina / Imagem: Divulgação