Falta de medicamentos em farmácia do Governo de PE para transplantados revolta leitor

25/06/2016 15h55
A falta de medicamentos na
farmácia do Governo de Pernambuco, destinados a transplantados, gera a revolta
e o desabafo do leitor Renan da Costa, que sente na pele os transtornos.
Confiram:
Carlos Britto, estou
entrando em contato com o seu Blog pois acredito e tenho percebido o poder de
circulação e o enorme número de leitores que o mesmo atende, e isso é ótimo
para quem grita por socorro como nós, transplantados do estado de Pernambuco.
Gostaria de estar lhe
escrevendo para falarmos de coisas agradáveis e felizes, porém esta não é ainda
a ocasião.
Sofro de insuficiência renal
crônica e fui submetido a transplante renal na cidade do Recife no último dia
07/06. Quanto à parte hospitalar, não há do que se queixar do IMIP, pois
fizeram e continuam fazendo a sua parte da melhor maneira possível, haja vista
a falta de recursos destinados à saúde como todos nós, contribuintes, bem
sabemos. Porém, quem deixa a desejar é o estado, que há mais de 3 meses vem
faltando com a distribuição do medicamento CICLOSPORINA, justamente um dos
principais imunossupressores, remédios estes que evitam a rejeição por parte do
organismo.
É que na falta do mesmo, a
consequência é a perda do transplante, obrigando o paciente a retornar às
penosas sessões de hemodiálise, geralmente 3 vezes por semana com 4 horas de
sessão, preso a uma máquina. Inúmeros protestos já foram realizados na farmácia
do Estado, responsável pela distribuição deste medicamento, e eles só dizem que
estão sem previsão de chegada deste medicamento.
Para se ter ideia do
sofrimento a que estamos nos submetendo, uma caixa com 50 cápsulas de 100 mg
numa das pouquíssimas farmácias que dispõem da ciclosporina na cidade do Recife
custa, nada mais nada menos, que R$499,00. Eu, por exemplo, preciso de quase 3
caixas/mês.
Fica o nosso grito de
socorro perante às autoridades, para que não apenas se compadeçam dos
transplantados, mas façam valer os 5 meses de impostos que pagamos aos governos
todo ano. Afinal estamos lutando pelo que é nosso por direito, e não mendigando
favores por parte de quem tem cargos eletivos. Que eles vejam o lado
humanitário também e, acima de tudo, façam cumprir a Constituição Federal, onde
no art.6º diz que um dos direitos sociais de todo brasileiro é a saúde, e esta
nos está sendo cerceada pelo próprio Estado.
Desde já agradeço o apoio
que sei que teremos da parte do vosso Blog.

Renan da Costa/Leitor
Blog do Carlos Brito 

Sobre o Autor

Allyne Ribeiro