InícioAraripina em FocoFABINHO LOPES fala que é obrigação dos vereadores trabalhar por todo o...

FABINHO LOPES fala que é obrigação dos vereadores trabalhar por todo o município e não somente pelos seus redutos

Foto | Maria Gabriela 
Reforma Política – Durante
as eleições municipais muitos pré-candidatos ao poder legislativo (câmara de
vereadores) realizam suas campanhas eleitorais de forma regional ou distrital,
limitando-se a um determinado distrito, sítio, vila ou povoado e quando
eleitos, estão confortáveis para trabalhar apenas por uma localidade que não
representa nem 1/3 do município, porém, receberão um salário proporcional a um
trabalho que representa 100% (cem por cento) da população. Os postulantes ao
cargo de vereador deveriam entender que sua função não compete geograficamente
somente ao reduto ou zona eleitoral que obteve maior numero de votos, e sim a
todo o município pelo qual foi eleito para representar a população.
O vereador exerce uma
função representativa que geograficamente estende-se a todo o território
municipal. Infelizmente, muitos municípios, a exemplo de Araripina, sofrem com
determinados representantes que limitam-se territorialmente a região que o
elegeu. Logo, algumas localidades do município que não elegeu nenhum
representante ou não possuem liderança para lutar pelos direitos ou melhorias
na comunidade ficam a mercê do descaso e esquecimento dos políticos que
trabalham somente para suas regiões.
Logicamente falando um
vereador que obteve expressiva votação em determinado bairro, distrito, sitio,
vila ou povoado concedera uma atenção maior ao local que mais o ajudou a
conquista a vaga, porém, ele não pode deixa de acompanhar e trabalhar pelas
demais regiões que fazem parte do município pelo qual foi eleito para
representar.

O pré-candidato a vereador
pelo PTC de Araripina Fabinho Lopes, explica que o vereador precisa entender
que seu papel é de caráter municipal. Suas cobranças na Câmara Legislativa,
projetos, emendas e demais trabalhos precisam ser bem distribuídas para bem atender
a todos no município. ”O que acontece hoje em Araripina precisar ser mudado.
Os vereadores precisam desempenhar um papel Macro, pois o  salário que recebem ou receberam quando
eleitos é proporcional a um trabalho municipal e não regional ou distrital.
Hoje nosso município possui bairros, sítios, serras, vilas e povoados que são
extremamente injustiçados por representantes que só puxam para o seu lado ou
para sua região. A situação é de total abandono nas localidades que não possuem
representantes na Câmara”, expressou o pré-candidato durante uma reunião entre
amigos.
Foto | Maria Gabriela 
Como pré-candidato a
vereador, Fabinho Lopes defende que sendo eleito, seu papel será trabalhar pelo
município, cobrando, fiscalizando, aprovando e lançando projetos, aplicando
suas emendas e destinando uma total atenção ao coletivo municipal e não
unicamente a determinadas regiões ou distritos – “Meu trabalho será macro,
pois o salário que receberei como vereador se eleito em 2016, será para
trabalhar por todos os bairros, distritos, povoados, vilas, sítios e serras
deste município. Acredito que essa seja a forma correta e justa para que eu
possa honra meu cargo e ser merecedor do salário que a mim será pago através do
amplo pagamento de impostos de todos os cidadãos de Araripina.
Por Daniel Lopes Assessor
de Imprensa
RELACIONADOS