Exame comprova estupro em idosa de 80 anos e filho acusado continua preso no Piauí

Por - 03/08/2016

Do G1 l Foto: Divulgação

Um exame médico realizado ontem terça-feira (2) comprovou que uma idosa de 80 anos de idade foi estuprada
na cidade de Monte Alegre. A informação foi confirmada pelo
diretor do hospital regional de Bom Jesus, Helder Meneses. O principal suspeito
de cometer o crime é o próprio filho da vítima, de 38 anos, que foi preso em
flagrante.
“Foi feito um exame e
constatado o estupro de vulnerável. Não temos dúvidas que a idosa foi estuprada,
pois a análise médica e o exame feitos são claros que ocorreu violência sexual
conta a idosa”, disse.
Ainda segundo o diretor do
hospital, a mulher está internada porque sente dores nos seios, tórax e na
genitália. “O estado de saúde dela é estável, porém segue internada e sem
previsão de alta médica. A senhora ainda está bem debilitada e precisa de
cuidados. Ela já havia sido internada aqui no hospital de Bom Jesus outras
vezes por problemas decorrentes da idade”, falou Helder.
Com a comprovação do
estupro, o filho da idosa permanece preso na Delegacia Regional de Corrente,
onde as investigações ficarão concentradas e o delegado Welton Martins,
responsável pelo caso, já encaminhou o caso à Justiça.
De acordo com Welton
Martins, o caso foi descoberto depois que uma equipe médica do Serviço de
Atendimento Móvel de Urgência (Samu) foi prestar atendimento à senhora e
encontrou indícios de que a vítima havia sido abusada. O flagrante ocorreu na
segunda-feira (1º).
Conforme o delegado, os
profissionais do Samu encontraram dificuldade em fazer os procedimentos porque
o filho da idosa tentou impedir o trabalho. Diante da situação, a Polícia
Militar foi acionada para dar suporte à equipe.
“O filho dessa senhora
estava relutante em deixar o Samu fazer o atendimento e não queria entregar os
documentos da mãe, que precisou ser levada ao hospital porque estava muito
debilitada. Policiais militares foram até o local e, diante da informação dos
médicos de que havia indícios de uma conjunção carnal, ele foi preso em
flagrante”, relatou Welton Martins.
Em depoimento à polícia, o
filho da vítima chegou a confirmar a situação de vulnerabilidade da mãe, que
ficou sem se locomover após cair dentro de casa, e falou ainda que a mãe não
tinha mais discernimento dos seus atos.
O delegado revelou que a
idosa não tinha controle das ações do dia a dia e que era o filho e principal
suspeito quem sacava a aposentadoria dela, por exemplo. “Ele falou que a mãe já
não conseguia se locomover e fazer atividades sozinha como tomar banho. Também
confirmou que estava mantendo relações sexuais com a própria mãe”, contou o
delegado.