Um homem identificado como Clóvis Rodrigues dos Santos, de 50 anos, foi assassinado na noite de segunda-feira, 1º de março na cidade de Caxias, a 362 km de São Luís (MA).

Clóvis Santos, que foi candidato a vereador pelo partido Avante, em 2020, foi atingido por um disparo de arma de fogo na cabeça. O autor do crime foi o próprio filho da vítima, um adolescente de aproximadamente 16 anos.

Segundo informações preliminares, colhidas pela Polícia ccivil, Clóvis chegou em casa, após um dia de trabalho, e procurou pelo revólver que ele mantinha guardado, o filho de Clóvis teria respondido que a arma estava em uma cadeira na porta da casa, Clóvis foi até o local, em seguida o que se ouviu foi o barulho do tiro. A esposa da vítima correu para fora da casa e encontrou o marido caído no chão, morto; o filho adolescente e a arma não estavam mais no local. Vizinhos viram o jovem sair correndo. Essa versão dos fatos foi apresentada pela esposa do mototaxista. A polícia está investigando o caso para descobrir se o crime foi praticado pelo filho da vítima e, se sim, qual teria sido a motivação para o ato.

O crime foi registrado na Rua Professor Arlindo Oliveira, no Residencial Eugênio Coutinho, onde a vítima residia. Por conta da gravidade do ferimento, Clóvis morreu no local, antes de receber atendimento. 

Ele era casado, trabalhava como mototaxista e fazia ponto nas proximidades da loja Mundo do Real, no Centro. Como candidato a vereador, Clóvis obteve apenas 24 votos.

Gilberto Lima