Estudante é acusado por gravar vídeo pornô na biblioteca da universidade

Por - 29/09/2015

A estudante americana Kendra
Sunderland, de 19 anos, foi acusada de indecência pública por gravar um vídeo
pornô na biblioteca da Universidade Estadual do Oregon, nos Estados Unidos. O
vídeo de 17 minutos mostra a jovem tirando a blusa, mostrando os seios e se
tocando. Antes de ser retirada do ar, a publicação teve mais de 260 mil
visualizações. Alunos que frequentam a biblioteca questionam como ela conseguiu
gravar esse tipo de vídeo por tanto tempo em um local que tem mais de 100 mil
metros quadrados, seis andares e é frequentado por cerca de 30 mil pessoas por
semana. “A biblioteca é sempre muito cheia”, comentou uma aluna, em entrevista
ao canal de TV americano Kezi. 
A jovem estudava desenvolvimento humano e
ciência familiar e não está matriculada no período atual. As autoridades também
não sabem informar se foi a própria jovem que publicou o vídeo, que acredita-se
ter sido feito no ano passado, ou se este vazou por meio de terceiros. Kendra
não foi presa, mas terá que comparecer ao tribunal para prestar
esclarecimentos.