Empresa fantasma de Paulo Morato abandonou Nazaré da Mata depois da queda do avião de Eduardo Campos

Por - 25/07/2016
Os relatórios de
investigação da Polícia Federal, no bojo da operação Turbulência, apontam uma
curiosidade da empresa fantasma Câmara e Vasconcelos, controlada pelo testa de
ferro Paulo César Morato, um dos nomes citados na compra do avião de Eduardo
Campos em 2014 e que apareceu morto em um motel em Olinda, no dia 22 de junho,
um dia depois da deflagração da operação da PF de Pernambuco.

Inicialmente, a Câmara e
Vasconcelos funcionaria em Nazaré da Mata, município da Zona Mata Norte do
Estado. Coincidência ou não, o endereço mudou depois do acidente. Leia mais>>>