Emissoras que utilizam os sinais de Satélite para transmitir sua programação nas cidade do interior do estado, já começaram a enviar cartas ao Ministério das Comunicações solicitando proteção contra interferências da tecnologia 5G que deve ser implantado no país nos próximos meses. Ainda em 2021 será lançado edital para que as empresas que exploram os serviços de telecomunicações possam concorrer e adquirir os direitos de comercialização dos serviços por meio dessa nova tecnologia que promete trazer mais recursos na transmissão de dados e navegação na rede móvel.

Acontece que o 5G causará interferências nas transmissões via satélite o que prejudica as emissoras que utilizam esse meio para expandir seus sinais a localidades mais distantes. Aqui em Araripina no Sertão de Pernambuco, três concessionárias autorizadas a prestar serviço de comunicações na cidade entraram com o pedido de proteção junto ao MCTIC/ANATEL. Trata-se do Sistema Pernambucano de Comunicações (Estação Sat, Rede Brasil) autorizada a explorar o serviço de FM na frequência 92,9 classe A4 com localização na Chapada Bela Vista Zona Rural e receptora de sinais gerados em Recife; Sistema Associado de Comunicação (TV Clube PE) autorizada e explorar o serviço de retransmissão de televisão por meio do canal 20 classe C com localização no Morro da Compesa na Rua José Joaquim Lopes e receptora dos sinais gerados em Recife e Televisão Cidade Modelo (RIT) autorizada a explorar o serviço de retransmissão de televisão por meio do canal 2 classe C com localização na Serra do Massapê na Zona Rural e receptora dos sinais gerados em São Paulo.

Segundo o Ministério das Comunicações, as emissoras licenciadas e aptas a operar tem o direito de não sofrer interferências de outras entidades que emitem sinais de radiofrequência, e com a chegada da tecnologia 5G a ser implantada no país, estas devem enviar manifestação por carta ao órgão competente para ter seu campo de atuação protegido. Ainda de acordo com o MCTIC as operadoras de telefonias serão obrigadas a instalar filtros em todos os municípios onde há a recepção de sinais de Rádio e TV via satélite conforme a solicitação feita pelas entidades permissionárias.

Redação Araripina em Foco / Imagem: Reprodução