Em novo áudio, Sérgio Machado diz ter agido em nome de Temer

Por - 28/05/2016
As gravações de conversas
com caciques do PMDB feitas pelo ex-presidente da Transpetro Sérgio Machado se
aproximam cada vez mais da cúpula do governo interino. Em conversa revelada no
fim da noite desta sexta-feira pelo Jornal da Globo, Machado conta a José
Sarney ter “contribuído pro Michel”, em referência ao então
vice-presidente Michel Temer. A contribuição teria sido feita para a
“candidatura do menino”, que, segundo fontes ouvidas pela Globo,
seria Gabriel Chalita, candidato a prefeito de São Paulo em 2012. Não fica
claro de que ajuda ele fala. Sérgio Machado fez as gravações para tentar fechar
um acordo de delação premiada. Nas conversas com caciques do PMDB como Sarney,
Renan Calheiros e Romero Jucá, que já deixou o governo, ele fala sempre em
deter a Lava Jato e culpa a presidente Dilma Rousseff por deixar a operação
avançar. Leia mais>>>