EM ENTREVISTA AO RADIALISTA ZÉ SILVA JORGE CORTE REAL ATRIBUI EQUILÍBRIO DA BALANÇA COMERCIAL AO MINISTRO ARMADO MONTEIRO

Por - 06/06/2015

Em entrevista concedida na
tarde de sexta feira (05/06) ao radialista Zé silva pela Rádio Poço Verde
FM, o deputado federal Jorge Corte Real (PTB) atribuiu o crescimento das
exportações brasileiras ao ministro do desenvolvimento indústria e comercio
exterior Armando Monteiro Neto (PTB). Na oportunidade o deputado disse que o
equilíbrio da balança comercial  é uma
notícia boa para o Brasil, no momento em que todos nós estamos um pouco
preocupados alguns até muitos pessimistas com o desempenho e mais ainda com o
crescimento da economia brasileira esses números apresentados tratando do
crescimento das exportações nos deixa muito satisfeito porque já começa a
reverter o quadro de crescimento quando a nossa balança comercial brasileira no
mês de maio  aponta o superávit US$ 2,76
bilhões de dólares, disse.

Ainda segundo o deputado
Jorge corte real, o dólar hoje está oscilando muito fazendo com que o real
fique bastante competitivo e evidentemente aconteça uma incursão de novos
produtos brasileiro no comercio exterior, e esse vem sendo um dos projetos do
ministro armando monteiro, que é justamente fazer com que, nós ganhemos
qualidade e competitividade e que nosso manos faturados comesse ocupar mais
mercados no comercio exterior.

A nossa balança comercial
ainda é muito em função da comodites que não é tão bom para o pais, mas na hora
que o Brasil começar a agregar valore a esses comodites e conseguir ganhar
competitividade a outros produtos brasileiros nos vamos partir para uma nova
etapa, novo ciclo de crescimento, aumentando o percentual de comercio do brasil
no exterior, o brasil é a sétima economia do mundo é nós não  participamos nem com 2% do  mercado externo internacional algo que o Ministro Armando Monteiro está debruçado traçando políticas até a longo prazo
mais que agente já começa a colher os frutos logo de agora finalizou o
deputado.
As exportações superaram
as importações na semana passada, resultando em superávit da balança comercial
de US$ 2,76 bilhões no mês de maio, informou o Ministério do Desenvolvimento,
Indústria e Comércio Exterior (MDIC) nesta segunda-feira (1). Em maio do ano
passado, o saldo positivo somou US$ 712 milhões.

Trata-se do maior
superávit para meses de maio desde 2012 (+US$ 2,96 bilhões) e, também, o melhor
resultado de todo este ano. Em janeiro e fevereiro de 2015, houve déficits de,
respectivamente, US$ 3,17 bilhões e US$ 2,84 bilhões. Em março e abril, o saldo
ficou positivo em US$ 458 milhões e US$ 491 milhões.

De acordo com números
oficiais, somente a conta petróleo (que engloba este produto, além de
combustíveis e lubrificantes) gerou uma melhora do saldo comercial, frente a
maio do ano passado, de US$ 1,5 bilhão. As vendas externas destes produtos
recuaram US$ 519 milhões em maio deste ano, contra o mesmo mês de 2014, mas as
importações recuaram quase quatro vezes mais: US$ 2,03 bilhões